Aprenda como diminuir a inadimplência na sua empresa em 6 passos

Garantir a segurança financeira é a demanda mais importante de um negócio, pois apenas assim ele poderá expandir e solidificar-se. Para isso, saber como diminuir a inadimplência em uma empresa é fundamental, principalmente naquelas que dependem de pagamento recorrente.

Nesse modelo de negócio, o fluxo de caixa é essencial para garantir a operacionalização e também as melhorias, com adoção de novos serviços ou otimização dos processos atuais, como o investimento em softwares e na equipe.

Dessa forma, apenas com uma taxa de inadimplência controlada a empresa poderá prestar o atendimento esperado pelos clientes e garantir a melhoria constante dos serviços oferecidos. Apesar dessa importância, desenvolver estratégias com foco na adimplência nem sempre é simples e exige preparo e informação por parte dos gestores.

Com o objetivo de auxiliar no processo de decisão de quais as soluções mais efetivas para quem deseja reduzir a inadimplência, identificamos seis passos que podem ser adotados no negócio e contribuir enormemente para o cumprimento dessa meta. Confira a seguir!

1. Melhore o processo de análise de crédito

O primeiro passo para aumentar a segurança financeira da empresa é contar com um processo de análise de crédito eficiente e que proteja o negócio, garantindo que não será concedido crédito para clientes com histórico de inadimplência em outras companhias.

Deve-se consultar as informações básicas do cliente, como dados de contato, documentos pessoais e endereço. Também é importante realizar uma consulta em empresas especializadas, como Serasa Experian e SPC Brasil, que reúnem informações de crédito de diferentes entidades.

Apesar de essa etapa contribuir para não vender a prazo para clientes inadimplentes, outras medidas devem ser tomadas conjuntamente visando a mais segurança para que o pagamento seja realizado.

2. Tenha o histórico do cliente sempre por perto

Empresas que lidam com pagamento recorrente devem sempre acompanhar o histórico do cliente e atualizá-lo a cada nova movimentação. Muitas vezes, um consumidor pode ter problemas com o pagamento em um mês, o que não significa que ele seja um mau cliente.

Ao mesmo tempo, esse controle permite acompanhar quais compradores apresentam problemas recorrentes para pagar, permitindo uma estratégia específica pra eles, como redução do crédito disponibilizado, corte dos serviços oferecidos ou renegociação da dívida.

Uma forma de adotar essa dica com eficiência é por meio de um sistema de gestão financeira que organiza, em uma única plataforma, todas as questões relacionadas com os clientes. Com esse recurso, o gestor consegue acessar os históricos com agilidade e também efetuar outras ações, como emitir segunda via de boleto, adicionar o cliente na régua de cobrança desejada etc.  

Leia também:  Confira porque 64% das empresas quebram e como evitar

3. Envie as cobranças com antecedência

Para que o cliente possa cumprir com a parte dele, também é importante que a empresa cumpra com a dela. Uma dessas responsabilidades consiste no envio, antecipado, das cobranças e boletos de pagamento, de forma que o consumidor consiga se organizar para quitar o débito.

A fim de que esse controle seja realizado corretamente, deve-se manter os dados sempre atualizados, como endereço de envio, nome e serviços prestados. Outra opção é disponibilizar para os cientes o recebimento de boletos via e-mail, garantindo que eles os recebam com antecedência e em um canal mais dinâmico.

4. Automatize o processo de cobranças

Uma dica muito importante para o gestor que busca por melhor controle financeiro é a automação desses processos. A implementação de um software de cobrança permite controlar em um único canal o registro de clientes, o histórico e a organização das contas (pagas, abertas e atrasadas). Assim, até mesmo as dicas anteriores podem ser executadas com menos trabalho e mais eficiência. Entre os benefícios dessa solução estão:

  • envio de um alerta automático para os clientes com débitos atrasados;
  • melhoria do controle do fluxo de caixa;
  • disponibilidade de vários canais de atendimento;
  • aumento da escalabilidade das cobranças com menos custos operacionais.

Além dessas vantagens relacionadas à cobrança dos débitos atrasados, a automação também oferece soluções para que a inadimplência não ocorra. Com a solução, é possível otimizar o processo, inclusive avisando o consumidor antes do vencimento da conta, entre outras práticas.

5. Diversifique os meios de pagamentos

Ao diversificar as formas pelas quais os clientes podem efetuar o pagamento, a empresa aumenta as chances de ter os débitos quitados em dia, pois facilita a gestão financeira do próprio consumidor, que tem mais autonomia para decidir como efetuará o pagamento.

A opção de pagamento com cartão de crédito também é muito vantajosa para negócios com modelo de pagamento recorrente. Com essa solução, as contas podem ser cobradas no cartão, de forma automatizada, e sem comprometer o limite de crédito. Com isso, há segurança de que a empresa vai receber, pois o cliente não precisará se lembrar, todo mês, de agendar o pagamento.

6. Crie uma régua de cobrança

A régua de cobrança é uma estratégia essencial para diminuir a inadimplência em uma empresa. Para desenvolvê-la, o gestor deve criar uma espécie de calendário para lembrar o cliente sobre o pagamento da conta, tanto antes quanto depois do vencimento. Podemos destacar cinco etapas:

  • lembrete do vencimento da conta com cinco dias de antecedência da data;
  • mensagem no dia do vencimento lembrando o cliente;
  • aviso no dia posterior ao vencimento, informando o status;
  • cobrança cerca de 10 dias após o vencimento da conta;
  • notificação de que o pagamento está atrasado e haverá suspensão do serviço dentro dos próximos dias, caso não haja a quitação.
Leia também:  Estes são os 5 pré-requisitos para que você comece seu negócio

A régua pode ser organizada de diferentes formas para melhor atender às demandas da empresa e ser útil aos clientes. Essa solução é mais eficiente se as notificações puderem ser encaminhadas via e-mail ou SMS ao cliente, garantindo que ele receba na data prevista.

Ao adotar essa solução, atente-se a criar fluxos próprios de acordo com a data de vencimento do débito, evitando cobranças inadequadas. Ao optar pela automação, esses processos tornam-se mais eficientes, pois, quando o consumidor quita a conta, ele automaticamente sai da régua e só volta a receber notificações no vencimento seguinte.

Sabendo como diminuir a inadimplência em uma empresa e conhecer as estratégias relacionadas a essa questão, o gestor cuida da saúde financeira do negócio ao mesmo tempo em que garante melhoria do relacionamento com os clientes e mais eficiência na operacionalização.

Gostou do conteúdo e quer receber mais informações sobre gestão de empresas? Curta nossa página no Facebook!

Envie ou compartilhe este artigo