Saiba tudo sobre Ponto de Equilíbrio contábil e como calculá-lo

Ponto de Equilíbrio Contábil é a receita que uma empresa precisa gerar para cobrir todas suas despesas, sem gerar lucro.

Ou seja: é conhecer o ponto em que uma empresa consegue atingir o equilíbrio, sem que fique no lucro, mas também sem prejuízo. O famoso “zero a zero”, já ouviu falar?

No mundo dos negócios, o ponto de equilíbrio é conhecido como Break-even point (BEP).

Conhecer o ponto de equilíbrio da empresa é fundamental para você entender o momento certo de tomar alguma ação.

Claro que o ideal é sempre trabalhar no lucro, mas se você não tiver claro o seu ponto de equilíbrio, quando o farol de alerta ligar poderá ser tarde demais.

Uma das formas mais comuns de aplicar o conhecimento do seu ponto de equilíbrio é na projeção das vendas. Se você sabe o quanto você precisa vender para atingir o ponto de equilíbrio contábil, poderá projetar e planejar suas ações comercial em cima disso.

Quer saber mais sobre Projeção de Vendas? Leia nosso artigo: Projeção de vendas – qual a importância no seu negócio e como fazer.

No post de hoje falaremos tudo que você precisa saber sobre o Ponto de Equilíbrio Contábil, para ter uma gestão estratégica e eficiente na sua empresa. Você vai aprender:

  • O que é Ponto de Equilíbrio na Contabilidade
  • O que é Margem de Segurança
  • Importância do Ponto de Equilíbrio e da Margem de Segurança
  • Como calcular o Ponto de Equilíbrio Contábil
  • Diferença entre Ponto de Equilíbrio Econômico e Contábil
  • Como calcular o Ponto de Equilíbrio Econômico
  • O que é Ponto de Equilíbrio Financeiro – PEF
  • Como calcular o Ponto de Equilíbrio Financeiro de uma empresa
  • A importância das diferentes formas de cálculo do Ponto de Equilíbrio
  • Dicas para encontrar o Ponto de Equilíbrio
  • Ferramenta para manter o controle do Ponto de Equilíbrio

Controle as contas sem dor de cabeça

Fazer uma gestão de recursos inteligente nunca foi tão fácil

ERP BomControle

TESTE GRÁTIS

O que é Ponto de Equilíbrio na contabilidade

O Ponto de Equilíbrio, na visão da Contabilidade, é aquele ponto do faturamento atingido pela empresa em que o lucro é zero, mas todas as despesas são cobertas.

O ponto de equilíbrio contábil é o mais utilizado pelas empresas, pois considera apenas as receitas e os gastos, sem definição de lucro mínimo.

Para fins contábeis, o ponto de equilíbrio é calculado de forma a definir se a soma das receitas é o suficiente para cobrir a soma dos custos e despesas, de forma que o resultado da conta seja zero.

Ou seja, se sobrar R$ 1,00 você já está lucrando, portanto não atingiu seu ponto de equilíbrio.

O que é margem de segurança

A margem de segurança é a margem que a empresa trabalha acima do ponto de equilíbrio, para garantir a sustentabilidade do negócio.

Por exemplo: Se o seu ponto de equilíbrio for R$ 60.000,00, e seu faturamento médio é de R$ 100.000,00, você tem uma margem de segurança de 40%.

Isso significa que, se passar por um momento de crise ou outro desafio, você pode reduzir seu faturamento em até 40% sem que fique no prejuízo.

Dessa forma, consegue perceber o sinal de alerta muito antes de começar a trabalhar no ponto de equilíbrio, permitindo encontrar oportunidades ou tomar decisões para evitar que isso aconteça.

Importância do ponto de equilíbrio e a margem de segurança

Como já mencionado, se você não conhecer seu ponto de equilíbrio e sua margem de segurança, estará trabalhando às cegas. Com isso, quando surgir alguma dificuldade, pode ser que você perceba tarde demais.

É normal que o mercado passe por momentos de crise, com redução no consumo. Também é natural que qualquer empresa sofra com o surgimento de novas empresas e produtos concorrentes.

Leia também:  O papel do sistema de contas a pagar na gestão financeira

Por isso, controlar indicadores-chave para uma gestão eficiente é tão importante. Com isso, é possível prever situações de desafio e antecipar soluções, controlando para que a empresa passe pelo período sem grandes traumas.

Como calcular o ponto de equilíbrio contábil?

como calcular o ponto de equilibrio contabil pef - erp bom controle
Você pode calcular o ponto de equilíbrio contábil em valores ou em unidades.

Para calcular o ponto de equilíbrio contábil, você deve levar em consideração a receita e a soma dos custos e despesas.

Uma das formas de calcular é através da margem de contribuição. Já falamos bastante sobre o assunto no artigo: Saiba tudo sobre Margem de Contribuição – O que é e Como calcular.

A margem de contribuição nada mais é do que o percentual de participação do lucro de cada produto para o pagamento dos gastos da empresa.

Você pode calcular o ponto de equilíbrio das seguintes formas:

Ponto de Equilíbrio Contábil em Valores

O ponto de equilíbrio em valores vai considerar o valor total dos custos fixos dividido pela margem de contribuição, em percentual.

Por exemplo:

Custos fixos = R$ 10.000,00

Margem de contribuição = 25%

Ponto de Equilíbrio (PE) = R$ 10.000 / 25%

PE = R$ 40.000,00

Para a empresa atingir o ponto de equilíbrio, ela precisará ter uma receita de R$ 40.000,00.

Ponto de Equilíbrio Contábil em Unidades

Se você desejar saber o ponto de equilíbrio em número de unidades a serem vendidas (do seu produto), você deve calcular da seguinte forma:

Custos fixos = R$ 10.000,00

Valor da margem de contribuição = R$ 8,00

O valor da margem de contribuição é unitário, e considera o preço de venda do produto, descontados os custos variáveis de produção.

Ponto de Equilíbrio (PE) = R$ 10.000 / R$ 8,00

PE = 1.250 unidades de produtos a serem vendidas

Diferença entre ponto de equilíbrio econômico e contábil

O ponto de equilíbrio contábil tem outros desdobramentos de cálculo e análise. Um deles é o ponto de equilíbrio econômico.

A principal diferença entre os dois é que, enquanto o contábil considera apenas receita para cobrir custos e despesas, o econômico considera também o chamado custo de oportunidade.

O custo de oportunidade tem por objetivo indicar se aquela receita está rendendo dividendos equivalentes ao que o empreendedor teria se aplicasse o seu dinheiro em algum outro tipo de investimento.

Esse custo de oportunidades varia de acordo com o cenário econômico.

É, portanto, um cálculo um pouco mais complicado que o ponto de equilíbrio contábil, já que, neste caso, a empresa só atingirá o equilíbrio financeiro quando:

  1. Cobrir todas as suas despesas e custos; e,
  2. Proporcionar uma remuneração equivalente àquela que o investidor teria, caso tivesse aplicado o valor no mercado.

Como calcular o ponto de equilíbrio econômico

Para calcular o ponto de equilíbrio econômico, você deverá considerar:

  • Custos + Despesas fixas
  • Custo de oportunidade
  • Margem de contribuição

Para calcular o custo de oportunidade, você pode utilizar como taxa a Selic ou CDI, que são indicadores base do mercado econômico nacional.

A fórmula para calcular o ponto de equilíbrio econômico é, portanto:

Custos Fixos + Despesas Fixas + Custo de oportunidade / Margem de contribuição

Quer facilitar a gestão financeira?

Economize tempo e dinheiro com um sistema de gestão integrada

ERP BomControle

TESTE GRÁTIS

O que é Ponto de equilíbrio financeiro – PEF

O que é ponto de equilíbrio contábil pef - erp bom controle
O ponto de equilíbrio financeiro não leva em conta depreciações, amortizações e outras despesas não desembolsáveis.

O ponto de equilíbrio financeiro, também conhecido pela sigla PEF, é muito semelhante ao contábil.

A diferença, porém, está na forma que consideramos as despesas não desembolsáveis, como depreciações.

Se sua empresa tem um equipamento que valia R$ 20.000,00 e hoje vale R$ 15.000,00, esses R$ 5.000,00, para fins contábeis, entram como despesas e, portanto, entram na conta do ponto de equilíbrio contábil.

Leia também:  5 dicas para o Bom Controle financeiro

Para o ponto de equilíbrio financeiro, no entanto, este valor não é somado como despesa, já que não houve um pagamento efetivo desta conta.

Para empresas que não contam com equipamentos ou maquinários, o ponto de equilíbrio financeiro é suficiente para o controle do ponto de equilíbrio, já que depreciações são inexistentes ou não relevantes.

Tendo o conhecimento do seu ponto de equilíbrio financeiro, você, como gestor, já consegue prever as dificuldades ou observar oportunidades para alcançar os resultados desejados para sua empresa.

Como calcular o ponto de equilíbrio financeiro de uma empresa?

Como mencionado, o ponto de equilíbrio financeiro é bastante semelhante ao contábil. A diferença está no que você vai elencar, aqui, como custos e despesas.

Assim, a fórmula fica:

Ponto de Equilíbrio Financeiro =

(Custos fixos + Despesas fixas) – (Amortizações + Depreciações) / Margem de Contribuição

Para exemplificar, digamos que sua empresa tenha, no controle contábil, R$ 18.000,00 de despesas e custos fixos. Destes, R$ 1.500,00 fazem referência à depreciação dos computador do seu escritório.

A margem de contribuição média dos seus produtos é de 30%. Então:

PEF = R$ 18.000,00 – R$ 1.500,00 / 30%

PEF = R$ 55.000,00

O ponto de equilíbrio financeiro da sua empresa é de R$ 55.000,00. Isso significa que você precisa faturar R$ 55.000,00 para conseguir pagar todas as despesas e custos fixos, desconsiderando a depreciação dos seus computadores.

Este gasto não foi considerado já que, durante o período apurado, você não precisou pagar “de verdade” estes R$ 1.500,00, ou seja, este valor não saiu do seu caixa.

A importância das diferentes formas de cálculo do ponto de equilíbrio

Como já foi mencionado, o ponto de equilíbrio é indicador fundamental para qualquer empresa, de qualquer segmento.

Seja para projetar o volume de produtos ou serviços a serem vendidos, quanto para embasar decisões estratégicas de crescimento ou cortes, o ponto de equilíbrio, quando controlado, garante a saúde financeira e a sustentabilidade da empresa.

Ainda que o ponto de equilíbrio contábil seja o mais utilizado, os outros cálculos são importantes para análises específicas.

Se a sua empresa, por exemplo, não conta com maquinários ou parque fabril, o ponto de equilíbrio financeiro já é um excelente ponto de partida.

Agora, se você pretende abrir sua empresa para investidores, entender o ponto de equilíbrio econômico é fundamental para que você tenha bons argumentos.

Você também precisa conhecer o conceito de ponto de equilíbrio econômico caso esteja considerando comprar uma nova empresa ou buscando entrar como investidor em uma startup, por exemplo.

Seja qual for o tamanho ou segmento da sua empresa, conhecer o quanto você precisa ter de receita para cobrir suas despesas é etapa essencial para uma gestão estratégica eficaz.

Dicas para encontrar o ponto de equilíbrio

Muito bem, agora que você já sabe o que é o ponto de equilíbrio e entendeu a fórmula que deve usar para calcular o seu, já está preparado para levantar essa informação gerencial que é tão essencial para a sua empresa.

Mas, antes, temos algumas dicas importantes:

Faça uma projeção de vendas

Com uma projeção de vendas, você pode analisar, antecipadamente, se sua previsão está adequada para cobrir a receita necessária para o seu ponto de equilíbrio.

Se não for, já pode tomar alguma ação para reverter o problema, antes mesmo dele acontecer!

Calcule sua margem de contribuição

Como você notou, para qualquer cálculo de ponto de equilíbrio você precisa saber a margem de contribuição de cada produto ou serviço vendido.

Com isso, aliado à projeção de vendas, você pode ter um ponto de equilíbrio que combine todo seu portfólio de produtos ou serviços, além de indicar quais produtos ou serviços você deve ter mais ações promocionais, buscando um maior volume de vendas, por exemplo.

Leia também:  Planilha de controle financeiro - uma solução útil, porém limitada

É bastante útil, em caso de produto, você também levar em consideração o seu estoque, para este tipo de análise e decisão.

Liste seus custos e despesas

Quando você tem uma boa contabilidade de custos, fica mais fácil levantar e analisar essas informações.

Como você já sabe, a margem de contribuição leva em conta os custos e despesas variáveis, ou seja, aquelas vinculados à produção do produto ou execução do serviço em si.

Para calcular o ponto de equilíbrio, você precisa considerar, agora, os outros custos e despesas, estes que ainda não foram deduzidos da sua receita e que não tem vínculo direto com a capacidade ou volume de produção.

Para o ponto de equilíbrio contábil, você precisa considerar, também, as despesas não desembolsáveis, como depreciação de máquinas, amortizações, etc.

Contar com um software para gerenciamento dos gastos de sua empresa é uma forma de otimizar esse tipo de controle, além de reduzir consideravelmente os riscos de erros, especialmente os humanos.

Ferramenta para manter o controle do ponto de equilíbrio

Para que você tenha o ponto de equilíbrio sempre atualizado, você precisa manter um controle rigoroso sobre todas as suas entradas e saídas.

Existem, hoje em dia, inúmeros softwares que permitem que você controle essas informações de forma fácil e até mesmo automatizada, otimizando bastante o seu processo e rotina.

Um sistema que você pode utilizar para apoiar nesse processo é o ERP da BomControle.

Adaptável a empresas de qualquer porte e segmento, o módulo Financeiro conta com inúmeros recursos que vão auxiliá-lo a manter suas vendas, compras e pagamentos em ordem.

Você também conta com diversos modelos de relatórios, apoiando para um gerenciamento eficaz e eficiente, e para uma tomada de decisões com maior assertividade.

Sistema de Gestão Integrada

Otimize as atividades dos departamentos da sua empresa

ERP BomControle

TESTE GRÁTIS

Conclusão

ponto de equilibrio - como calcular - conclusao - erp bom controle
O ponto de equilíbrio contábil é um indicador essencial para garantir a sustentabilidade de qualquer negócio.

Como vimos, conhecer o ponto de equilíbrio do seu negócio é muito importante.

Essa informação permite que você antecipe possíveis problemas, tome decisões estratégicas ou até embase ações e novas iniciativas comerciais, visando o equilíbrio e a saúde financeira da sua empresa.

O ponto de equilíbrio contábil é o modelo mais comum, que considera o total de receita necessário para cobertura de todas as despesas e custos fixos, incluindo despesas não desembolsáveis.

Já o ponto de equilíbrio financeiro só considera como custo ou despesa aquelas que saíram, efetivamente, do caixa, durante o período apurado.

E o ponto de equilíbrio econômico é mais utilizado para avaliar o valor de determinada empresa, seja para novos investidores, seja para avaliar uma possível venda ou compra de novos negócios.

Para isso, considera o custo de oportunidade, que nada mais é do que a comparação de quanto a empresa vai render com o rendimento que seria obtido se o dinheiro fosse aplicado em outras fontes de investimento.

Para que sua empresa consiga manter uma saúde financeira, mesmo em tempos de crise, conhecer o ponto de equilíbrio, bem como sua margem de segurança, é indispensável.

Você pode contar com um ERP completo para ajudá-lo na tarefa de manter o controle sobre todas as transações e movimentações do seu negócio. Conheça o BomControle!