Gestão Financeira: como melhorar os resultados da empresa

O que é gestão financeira? Se você se faz essa pergunta, talvez sua empresa esteja enfrentando alguns problemas com o orçamento.

Isso porque a gestão financeira é a administração dos recursos financeiros da empresa, planejando e controlando receitas, despesas e demais movimentações de caixa.

Sem esse gerenciamento a empresa pode se deparar com dificuldades em manter suas contas em dia, com caixa negativo e até declarando prejuízo ao final do ano fiscal.

Leia também: A importância da Prestação de Contas e como fazer.

Por isso, a gestão financeira deve ser uma prioridade: metodologias, sistemas e profissionais especializados devem ser considerados para que seu negócio possa atingir as metas e objetivos estratégicos que você almeja.

Para saber o que é gestão financeira e como usar a administração desses recursos para o crescimento sustentável do seu negócio, continue a leitura.

Neste artigo, vamos abordar:

  • O que é gestão financeira
  • Para que serve a gestão financeira
  • O que faz um gestor financeiro e quanto ganha?
  • Como trabalhar com gestão financeira
  • O que é gestão financeira e controladoria?
  • Devo fazer a gestão financeira da minha empresa?

Boa leitura!

Sistema de Gestão Financeira

Automatize a Gestão Financeira da sua empresa de forma integrada entre os setores

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

 

O que é gestão financeira

A gestão financeira é uma das disciplinas da Administração, que visa controlar os recursos financeiros de uma operação.

Gestão financeira é uma área da administração que visa planejar e controlar os recursos financeiros e econômicos de uma empresa, como receitas e despesas.

Através desse setor, a empresa tem condições de evitar problemas financeiros e garantir (ou tentar garantir) resultados positivos.

Cabe ao gestor financeiro identificar potenciais de melhoria, como redução de custos ou oportunidades de novos ganhos, estudando o mercado, a economia e antecipando eventuais crises.

Com a gestão financeira é possível, também, determinar e acompanhar indicadores de performance.

Além disso, a gestão financeira permite realizar com autonomia e facilidade relatórios e declarações fiscais, como Balanço Patrimonial, DRE, Prestação de Contas, Imposto de renda PJ, Fluxo de Caixa e outros.

O que é gestão financeira pessoal?

Apesar da gestão financeira ser uma disciplina ligada à Administração, ela é aplicável, também, ao nosso campo pessoal.

Isso significa que um indivíduo, pessoa física, pode aplicar os conhecimentos da gestão financeira para sua vida particular, mantendo uma relação saudável com o dinheiro.

Dessa forma, a gestão financeira pessoal é saber administrar com eficiência os recursos financeiros de uma pessoa ou uma família, de modo a evitar dificuldades como negativação do CPF ou até tomada de algum bem.

Para quem é MEI, uma gestão financeira pessoal é fundamental. Isso porque evita que o microempresário misture despesas pessoais (como um jantar, por exemplo) com as profissionais (como o pagamento de matéria-prima).

Com isso, tanto a gestão financeira pessoal quanto a empresarial ficaram apartadas, e os maus hábitos pessoais não impactarão no negócio (ou vice-versa).

O que é gestão financeira empresarial?

A gestão financeira empresarial, como o nome já indica, é a administração dos recursos financeiros e controle de orçamentos da empresa, pessoa jurídica.

Toda empresa tem um setor financeiro (ainda que o responsável pelo financeiro seja, também, responsável por outros setores – como acontece na microempresa). No entanto, ter um setor financeiro não significa que você tenha uma gestão financeira empresarial.

Uma gestão é uma administração, ou seja, envolve mais do que a simples tarefa de anotar despesas e pagar boletos ou emitir notas. Para uma gestão eficiente, é preciso três fatores essenciais: indicadores, metas e interpretação. 

Você precisa estabelecer metas e limites, seja de gastos, seja de ganhos. Qual o faturamento 

Leia também:  Planejamento financeiro anual: como preparar a sua empresa?

desejado para o próximo período? Qual a margem de contribuição desejada? Qual retorno sobre o investimento você tem hoje?

É preciso, primeiro, conhecer as informações atuais para estabelecer metas reais e alcançáveis. Assim, você pode buscar uma melhoria constante, aumentando seus resultados com base em números confiáveis e seguros.

Para que serve a gestão financeira

para-que-serve-gestao-financeira
A gestão financeira oferece uma visão a longo prazo.

A gestão financeira é uma área fundamental para o sucesso de uma empresa. Sem planejamento e controle, o gestor fica sem poder de tomada de decisão. 

Imagine, por exemplo, que você tenha um funcionário, do departamento de marketing, pedindo um orçamento de R$ 50 mil para investir em uma ação. Por outro lado, o departamento de produção pediu o investimento de ampliação da fábrica, orçado em R$ 200 mil.

Olhando apenas valores, talvez você aprove o primeiro e recuse o segundo. Mas, será que valeu a pena? Ou, ainda: será que você poderia ter aprovado qualquer que fosse?

A administração dos recursos financeiros permite que você avalie o grande cenário para esse tipo de decisão. No nosso exemplo, você teria indicadores e projeções de retorno do marketing e da área de produção, bem como outros indicadores que poderiam mostrar o melhor caminho.

Da mesma forma, a gestão financeira permitiria você saber se você pode bancar um investimento desse porte, com uma previsão de retorno a longo prazo. Como vai estar o seu caixa daqui 24 meses?

Empresas que só possuem um setor financeiro, sem um olhar gerencial para os números, não conseguem ter uma visão a longo prazo e correm mais riscos de não superar uma crise econômica. 

Além disso, a gestão tem outras vantagens para a empresa. Confira:

Controlar o orçamento

Você já fez um planejamento orçamentário? Antes de iniciar o ano, a empresa deve ter um planejamento de quanto espera receber e gastar, de acordo com os objetivos estratégicos.

Dessa forma, a gestão financeira é uma forma de controlar se o seu planejamento está dentro do combinado, evitando que despesas surpresas prejudiquem os resultados da empresa.

Planejar o futuro

Outro ponto fundamental para qualquer empresa é a capacidade de planejar o futuro. Como já dizem os antigos, “o futuro a Deus pertence” e quando se fala em economia, essa incógnita pode ser ainda mais assustadora.

Uma crise pode afetar – e muito! – os desavisados. Assim como na vida pessoal, a empresa também precisa ser uma reserva de emergência e planos de contingência. 

Por outro lado, pensando positivo, você precisa ter condições de projetar investimentos para permitir um crescimento do seu negócio. E para isso, a gestão financeira é o caminho.

Reduzir despesas

Uma gestão eficaz permite que você reduza despesas. Como? Tendo transparência em suas contas.

Com relatórios gerenciais e acompanhamento de indicadores você identifica com mais facilidade os pontos de melhoria, incluindo as possibilidades de redução dos custos. Sem falar, claro, em minimizar erros, atrasos ou duplicidades – situações que fazem aumentar seus gastos.

Conhecer os custos da operação

A gestão financeira empresarial permite que o gestor conheça os custos da operação, com detalhes.

Dessa forma, pode obter indicadores como margem de contribuição, custo da mercadoria vendida, ponto de equilíbrio e outros, além de esclarecer onde vale a pena aumentar os investimentos para melhorar os resultados do negócio.

Identificar pontos de melhoria

Quando se tem controle sobre as informações financeiras e se pode detalhar cada uma delas, o gestor consegue, também, perceber padrões e tendências, identificando pontos fora da curva.

Leia também:  Compreenda a importância da Integração de processos financeiros empresariais

Assim, sabe onde, quando e como melhorar alguma coisa na operação, seja na negociação de novos fornecedores ou na revisão do quadro de funcionários, por exemplo.

Permitir a automatização de processos

Outro ponto fundamental da gestão financeira é que a organização abre margem para a automatização de processos, aumentando a produtividade da equipe e reduzindo as falhas.

Sistema de Gestão Financeira

Automatize a Gestão Financeira da sua empresa de forma integrada entre os setores

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

Leia também: 7 dicas para deixar os seus processos financeiros no piloto automático

O que faz um gestor financeiro e quanto ganha?

O gestor financeiro é o profissional responsável por planejar o orçamento da empresa, controlando todas as movimentações financeiras realizadas em todos os departamentos. 

É, também, o gestor financeiro o profissional capaz de identificar oportunidades de investimentos, conforme análises realizadas a partir dos indicadores obtidos com o acompanhamento.

A média salarial para quem inicia nesta profissão é de R$ 2 mil, ocupando um cargo de analista. Nas empresas privadas, o salário pode chegar a ultrapassar a faixa de R$ 15 mil para cargos mais estratégicos, como diretoria.

Já para quem deseja a estabilidade de um concurso público, existem três posições que um gestor financeiro pode ocupar: a de auxiliar ou agente, com um salário base de R$ 1.200, e a de analista, com salário em torno de R$ 6.800.

Isso, claro, sem contar bônus, gratificações e benefícios.

Como trabalhar com gestão financeira

como-trabalhar-com-gestao-financeira
Você pode ser tecnólogo em gestão financeira ou fazer uma graduação em Administração.

Para trabalhar com gestão financeira você precisa de conhecimentos específicos. Uma graduação em Administração de Empresas poderá oferecer uma ampla visão, e cursos pontuais na área financeira podem direcioná-lo ao caminho.

Se você não tem 4 anos para poder começar a atuar, você pode buscar um tecnólogo. Com apenas 2 anos de curso, você foca os estudos na área da gestão financeira.

Outra alternativa, se você já tem graduação em algum outro curso, é buscar uma Pós-Graduação na área Financeira.

Com duração que varia de 18 a 24 meses, uma pós, além de enriquecer seu currículo, é profunda o suficiente para prepará-lo para o mercado de trabalho nesse setor.

Perfil do gestor financeiro

Para atuar no financeiro, o perfil de profissional que as empresas geralmente buscam, dentre outras qualidades, contempla:

  • Visão ampla e sistêmica da empresa e mercado de atuação;
  • Ética e responsabilidade social;
  • Bom raciocínio lógico e analítico;
  • Organização;
  • Liderança;
  • Pensamento estratégico;
  • Autonomia para identificar riscos e tomar decisões;
  • Flexibilidade e capacidade de mudança, adaptando-se e adaptando a empresa às mudanças do mercado;
  • Planejamento;
  • Boa comunicação.

Cursos de gestão financeira

O curso tecnólogo em Gestão Financeira é oferecido por diversas faculdades, em todo o País. Listamos, abaixo, algumas das principais, segundo o MEC.

Cursos à distância (EAD): 

Presencial:

Livros sobre gestão financeira

Você também pode estudar e aprofundar seus conhecimentos através de livros específicos sobre a área. Abaixo, recomendamos alguns para começar:

O que é gestão financeira e controladoria?

A controladoria também é uma área de extrema importância, pois, envolve o trabalho contábil, como relação com auditores e controle de impostos.

Leia também:  Planilha de controle financeiro - uma solução útil, porém limitada

A controladoria e a gestão de finanças estão inter-relacionadas. O controller, profissional da controladoria, no entanto, exerce um papel mais amplo, de planejamento e visão de futuro do negócio.

Um profissional de gestão financeira pode, inclusive, se especializar na área de controladoria e auditoria, fiscalizando os processos financeiros e fiscais de uma organização.

Assim, será o profissional mais analítico, fornecendo informações e indicadores financeiros para outros departamentos, de forma a utilizar esses dados para a tomada de decisão além do setor financeiro em si.

Devo fazer a gestão financeira da minha empresa?

devo-fazer-a-gesdtao-financeira
Uma empresa precisa de uma gestão eficaz para crescer de forma sustentável.

Agora que você já sabe o que é gestão financeira, não deve mais ter dúvidas do quanto essa disciplina é importante para o crescimento da sua empresa.

Portanto, a resposta é sim! Se você ainda não tem estruturado um sistema de gestão financeira eficiente, que permita um planejamento e controle dos seus recursos financeiros, comece a pesquisar por um agora.

A gestão financeira permitirá que você mantenha seus objetivos estratégicos sempre em vista, conquista bons resultados financeiros e cresça de forma sustentável.

Conheça o BomControle

O ERP de gestão BomControle permite que você gerencie sua empresa de forma simples e integrada, focando seus esforços naquilo que mais importa: o crescimento da sua empresa.

Sistema de Gestão Financeira

Automatize a Gestão Financeira da sua empresa de forma integrada entre os setores

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

Com diferentes módulos, atende a diversos setores, automatizando processos e integrando informações que facilitam a análise e a tomada de decisão pelo gestor. Conheça:

  • Gestão Financeira: controle das atividades financeiras do negócio de maneira integrada, para ganhar tempo e aumentar a confiabilidade de dados;
  • Controle de Estoque: gestão inteligente do estoque, integrando o Controle de Vendas e a Gestão Financeira da empresa;
  • Vendas: ganho de agilidade com a automatização de processos do time comercial;
  • CRM: todas as informações sobre suas negociações em andamento na pontas dos dedos;
  • Gestão de Processos: ferramenta BPM para criar, analisar e ajustar processos de forma simples e automatizada;
  • Service Desk: fidelização de clientes através de uma ferramenta para automatizar e facilitar o atendimento e suporte.

Faça um teste gratuito por 15 dias para experimentar todas as funcionalidades!

Conclusão

o-que-e-gestao-financeira-conclusaop
Conhecer essas metodologias abre caminhos para o crescimento da empresa.

Entender a gestão financeira é fundamental para fazer seu negócio crescer. Sem planejamento, metas e controle, é muito difícil (improvável, até) que você consiga se estabelecer por um longo período no mercado.

Conhecer, na palma da mão, as informações financeiras da sua empresa, como custos, origem das receitas e outros indicadores, permite que você avalie o cenário, a concorrência e observe oportunidades.

Não basta ter um setor financeiro na empresa: é preciso que exista uma visão sistêmica e gerencial, alinhada aos objetivos estratégicos do seu negócio.

Para ler mais sobre gestão financeira e de negócios, acompanhe os artigos que recomendamos para você:

Se gostou de nosso conteúdo, ajude-nos compartilhando em suas redes sociais!

Envie ou compartilhe este artigo