Imposto de Renda PJ 2020 – Guia completo

O imposto de renda PJ 2020 já está ocupando o dia a dia dos gestores. Isso porque, com o ano novo, vem também a tarefa de levantar todas as informações necessárias para declarar corretamente a obrigação, exigida anualmente. 

Para que você não perca nenhum prazo, preparamos este artigo completo sobre o IRPJ 2020, com tudo que você precisa saber.

Dica! Para facilitar a sua declaração de imposto de renda, mantenha uma gestão financeira efetiva. Quer saber como? Leia o artigo: Gestão Financeira Empresarial: O que é, para que serve e como fazer.

A declaração de IRPJ não precisa ser traumática. Com uma organização financeira e alguns processos bem estruturados você consegue manter as informações preservadas e com fácil acesso.

Assim, garante uma declaração sem erros e evita as multas, que podem acabar com qualquer empresa.

Fique em paz com o leão! Neste artigo, você vai entender:

  • Imposto de Renda PJ 2020
  • Quem deve declarar o IRPJ
  • Alíquotas do imposto de renda PJ 2020
  • Prazos e multas do imposto de renda PJ 2020
  • Restituição do imposto de renda PJ 2020
  • Como declarar o IRPJ 2020
  • Melhore sua gestão contábil e financeira

Boa leitura!

Imposto de Renda PJ 2020

imposto-de-renda-pj-2020
O imposto de renda PJ 2020 é uma obrigação fiscal de toda empresa com CNPJ ativo.

O imposto de renda PJ 2020 é uma obrigação das empresas perante à Receita Federal. 

Assim como as pessoas físicas, que devem declarar seus rendimentos a cada novo ano fiscal, as empresas de todos os portes também precisam fazer o procedimento.

No entanto, o imposto de renda PJ é um pouco mais complexo do que o de pessoa física. Por isso, é recomendável que seja feito por um contador, de forma a garantir que a declaração não seja enviada com algum equívoco.

Sistema de Gestão Financeira

Automatize a Gestão Financeira da sua empresa de forma integrada entre os setores

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

O que é o Imposto de Renda

O IR é um tributo federal cobrado sobre o seu rendimento (daí o nome “imposto de renda”). Por isso, é cobrado tanto de pessoas físicas quanto jurídicas.

É administrado pela Receita Federal e, além de cobrar um valor de acordo com os seus ganhos, também serve para acompanhar a sua evolução patrimonial. 

Dessa forma, é impossível que alguém possa adquirir uma residência, por exemplo, de um dia pro outro, sem que possa explicar de onde tirou o dinheiro para essa compra.

Assim como as pessoas precisam declarar seus ganhos e gastos para a Receita, as empresas também devem prestar contas sobre seus rendimentos e pagar devidamente a alíquota conforme seu enquadramento.

Leia também:  Estes são os 5 pré-requisitos para que você comece seu negócio

Com isso, o IRPJ funciona como uma espécie de fiscalização, evitando (ou procurando evitar) a prática de sonegação de impostos, por exemplo.

Saiba como um planejamento tributário pode auxiliar o crescimento da empresa — sem sonegação! Leia: O papel do Planejamento Tributário na Elisão Fiscal — Saiba tudo.

Programa IRPJ

Anualmente, as empresas devem declarar à Receita Federal os seus rendimentos e despesas, de forma que seja calculado um valor a ser pago, se necessário.

Essa declaração é feita online, através de um programa desenvolvido e disponibilizado pela Receita Federal. Consulte um contador: o IRPJ deve ser feito por profissionais especializados, minimizando chance de erros na transmissão das informações.

Para mais informações sobre o IRPJ 2020, acesse o site da Receita Federal.

Quem deve declarar o IRPJ

quem-deve-declaram-irpj
Empresas do simples nacional têm uma declaração simplificada.

Toda empresa com CNPJ ativo deve declarar o imposto de renda PJ 2020. 

No entanto, empresas do simples nacional ou na modalidade MEI possuem um modelo de declaração simplificado.

Devem declarar, então:

  • Empresas que realizam pagamentos a outras, com tributação CSLL e Cofins;
  • Aquelas que retém o imposto de renda na fonte;
  • Empresas ou empresários que enviam dinheiro a contas no exterior;
  • Pessoas físicas que pagaram seus rendimentos no ano anterior.

Alíquotas do imposto de renda PJ 2020

Você deve gerar a guia de pagamento do imposto de renda, caso se entenda que o recolhimento já realizado não foi suficiente, ou caso o recolhimento em fonte não tenha acontecido.

A alíquota que será usada na base de cálculo da guia, e varia de acordo com o enquadramento da empresa, o faturamento obtido e outros critérios. Confira:

  • Lucro Real: o imposto de renda é cobrado sobre o lucro real obtido pelas empresas durante o período fiscal. Empresas enquadradas nesta modalidade pagam 15% sobre o valor do lucro, adicionado de 10% caso o lucro total ultrapasse o valor de R$ 20 mil ao mês;
  • Lucro Presumido: empresas enquadradas nesta modalidade têm seu lucro estimado com base no faturamento e de acordo com o setor. A alíquota do IRPJ é de 15%, acrescido de 10% para lucros mensais maiores de R$ 60 mil;
  • Lucro Arbitrado: essa modalidade geralmente é adotada por iniciativa da Receita Federal, quando há alguma suspeita de fraude. A alíquota é a mesma utilizada no lucro presumido;
  • Simples Nacional e MEI: essas empresas não devem nada na declaração do IRPJ, pois já pagam o tributo junto ao DAS (Documento de Arrecadação do Simples).
Leia também:  5 dicas de vendas para o Dia dos Namorados

Prazos e multas do imposto de renda PJ 2020

prazos-e-multas-imposto-de-renda-pj
As multas em caso de atraso variam de 2% a 20% sobre o valor devido.

Em caso de envio da declaração atrasado, a empresa pagará uma multa e taxas extras até que o devido pagamento seja realizado.

As multas podem variar de 2% a 20%, de acordo com o lucro da empresa. Para cada grupo de 10 informações enviadas com errado, será pago uma taxa de R$ 20. Se a empresa notar o erro antes da notificação da União, essa taxa é reduzida em 50%.

Por isso, vale a pena considerar um profissional especializado – além de, claro, manter uma gestão eficiente do seu financeiro.

Se a sua empresa for obrigada a fazer a declaração trimestral, cuide dos prazos para envio de cada uma delas:

  • Dia 31 de março;
  • 30 de junho;
  • Dia 30 de setembro;
  • 30 de dezembro.

Restituição do imposto de renda PJ 2020

Caso a empresa tenha pagado um imposto de renda superior ao devido, ela terá direito à restituição.

A solicitação deve ser realizada através do programa PER/DCOMP, que pode ser instalado a partir do site da Receita Federal.

A restituição irá acontecer da seguinte maneira:

  • A partir de janeiro, seguinte ao ano de apuração, para empresas que declaram anualmente;
  • Começando do mês seguinte ao trimestre apurado, para empresas que declaram trimestralmente;
  • A partir do primeiro dia útil seguinte ao encerramento da apuração, para casos especiais como fusão, incorporação ou encerramento da atividade.

Como declarar o IRPJ 2020

Como mencionado anteriormente, é recomendável que a empresa conte com profissionais especializados em contabilidade para a execução da declaração do IRPJ. Mas, a título de conhecimento, explicaremos o passo a passo logo abaixo:

  1. Acesse o site da Receita Federal e procure o programa Gerador da Declaração;
  2. Faça o download do programa, conforme versão atualizada. Até o momento, a versão é a 3.5b;
  3. Instale o programa em seu computador e faça o login utilizando os seus dados;
  4. Preencha todas as informações solicitadas. Você deverá detalhar os gastos da empresa e o lucro obtido pela operação durante o período de apuração;
  5. Transmita a declaração utilizando o programa Receitanet, disponível, também, no site da Receita Federal.

Melhore sua gestão contábil e financeira

melhore-sua-gestao
Um sistema de gestão financeira é fundamental para sua declaração de imposto de renda PJ 2020.

Como você deve ter percebido, a declaração do imposto de renda PJ 2020 pode não ser tarefa fácil. Uma informação errada e sua empresa cai na malha fina, arcando com multas e outras taxas adicionais.

Mas o trabalho não é complexo se você tiver um bom controle do seu financeiro.

Leia também:  Confira porque 64% das empresas quebram e como evitar

Automatizando processos e contando com um sistema de gestão financeira de qualidade você mantém suas informações em dia e de fácil acesso.

Além disso, garante a segurança e organização dos dados, facilitando a sua vida na hora de transmitir essas informações para a Receita Federal.

Adicionalmente a essa vantagem, uma gestão contábil e financeira ainda permite que você identifique pontos de melhoria, reduza custos, padronize processos e mantenha um bom padrão de qualidade em toda a operação.

O sistema da BomControle é um ERP completo para a gestão da sua empresa, incluindo um módulo específico para o bom gerenciamento do seu financeiro.

Com ele, você não perde nenhum prazo — e pode ter uma visão estratégica fundamental para o crescimento do seu negócio. Faça um teste gratuito!

Gestão Financeira no automático

Automatize a Gestão Financeira da sua empresa de forma integrada entre os setores

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

Conclusão

impoto-de-renda-pj-conclusao
Conte com um ERP para organizar a sua gestão contábil e financeira.

O imposto de renda PJ 2020 é uma obrigação de todas as empresas com CNPJ ativo. O tributo é federal, calculado sobre o lucro real da empresa.

Da mesma forma que o imposto de renda de pessoa física, as empresas devem prestar contas sobre seus ganhos e despesas, calculando o imposto devido ou verificando se há algum valor para restituir.

Uma das maiores dificuldades da empresa é levantar as informações para a declaração. Se a empresa não trabalha com nenhum sistema ou não tem um processo financeiro definido, a chance de apresentar números incoerentes é muito grande.

Por isso, considere contratar ferramentas que garantam o suporte às documentações e obrigações fiscais, evitando inconsistências e erros passíveis de multa.

Com uma organização financeira, sua empresa só tem a ganhar! Quer saber mais sobre isso? Confira os artigos que separamos para você:

Gostou do nosso conteúdo? Então, compartilhe com seus amigos e colegas empreendedores para que eles também saibam como declarar o imposto de renda PJ 2020.

Envie ou compartilhe este artigo