Gestão Financeira Empresarial: O que é, para que serve e como fazer

Gestão financeira empresarial é o planejamento, controle e acompanhamento das finanças de um negócio, independentemente de qual seja seu segmento ou porte. Pode ser dividida em operacional e estratégica.

Todo empreendedor sabe que um dos principais desafios de uma empresa é a administração dos recursos financeiros, garantindo a sustentabilidade do negócio.

Se você é dono de uma pequena empresa ou um microempreendedor individual, esse controle pode ser ainda mais difícil. Não é incomum que, nestes casos, gestores misturem as contas pessoais com as contas da empresa.

E esse é um erro que você não pode – e não quer – cometer.

A gestão financeira empresarial é um processo importantíssimo e precisa ser implementado quando a empresa ainda está começando.

No entanto, entender conceitos e necessidades da empresa é mais fácil. Ajustar metodologias e os sistemas para o negócio é necessário para o crescimento do negócio e manter as finanças sob controle.

Gestão Financeira para sua empresa

Gestão financeira da sua empresa de forma integrada entre departamentos

Conheça!

TESTE GRÁTIS

Quer ter sucesso com sua empresa? O princípio básico é um só: você precisa ter receitas maiores que suas despesas. E o único meio de garantir isso é uma visão clara e objetiva das entradas e saídas financeiras.

Quer entender mais sobre gestão financeira empresarial? Continue conosco. Neste artigo, vamos abordar:

  • O que é gestão financeira empresarial?
  • 3 Frentes da Gestão Financeira de uma Empresa
  • 4 Passos Para Aplicar a Gestão Financeira na Sua Empresa

Boa leitura!

 

O que é gestão financeira empresarial?

Gestão financeira empresarial é um conjunto de atividades para o planejamento e controle das finanças de um negócio.
Gestão financeira empresarial é um conjunto de atividades para o planejamento e controle das finanças de um negócio.

Gestão financeira empresarial envolve todos os processos e atividades relacionados ao planejamento, administração, acompanhamento e análise das finanças do negócio.

Em resumo, serve para saber, exatamente, quanto dinheiro a empresa possui – ou planeja ter. Também, quanto é necessário para sua operação, e qual sua margem de lucro com as vendas.

Para executar tarefas de gestão financeira empresarial existem metodologias, relatórios e indicadores que auxiliam o gestor. Abaixo, listamos alguns exemplos.

Você pode ler mais, clicando sobre cada um deles. Confira:

Por que é importante ter uma boa gestão financeira empresarial?

Para explicar a importância da gestão financeira empresarial, vamos imaginar a seguinte situação:

Você tem uma fábrica de camisetas, e vende suas camisetas pela internet.

Você sabe que a média de preço do produto de seus concorrentes é de R$ 40,00. Então, para ser competitivo, você decide que suas camisetas custarão R$ 35,00.

Em um único pedido, você vende 300 camisetas. Para dar conta da produção, você precisa comprar mais tecido. Porém, o prazo de entrega do seu fornecedor não atende sua necessidade imediata.

Desse modo, você vai até a loja de tecidos da sua cidade e paga, no metro, 20% a mais do costuma pagar.

Você também precisa pedir para os funcionários fazerem hora extra, pois o tamanho do pedido supera a capacidade de produção da sua empresa.

Assim, você pagará o valor da hora extra, mais o adicional noturno, pois a equipe ficou trabalhando até 3 horas da manhã.

Como o pedido é maior que o convencional, você entende que os Correios (onde você tem uma taxa de entrega fixa por pedido) não é a melhor opção para envio. Assim, é necessário contratar uma transportadora.

Agora, responda: valeu a pena, financeiramente, ter realizado um único pedido de 300 camisetas?

Se você respondeu sim, você está errado. Se respondeu não, também está errado. Mas por que?

Leia também:  Planejamento financeiro anual: como preparar a sua empresa?

Não é possível avaliar a viabilidade de uma negociação se não tiver conhecimento pleno de todas as variáveis.

No exemplo, você não sabe qual o custo da mercadoria vendida, para avaliar se havia margem para aumentar sua despesa variável. De maneira idêntica, não ficou claro se o custo do frete aumentou ou diminuiu.

Se no exemplo, sua empresa de camisetas contasse com uma gestão financeira empresarial efetiva, o gestor poderia avaliar se valeria a pena aceitar um pedido tão grande – ou não, num prazo tão curto.

Isso porque ele teria em uma planilha, por exemplo, todos os custos envolvidos com limites estabelecidos, garantindo a viabilidade e a sustentabilidade do negócio.

É como uma gestão de finanças pessoal: é preciso ter conhecimento do quanto você ganha e quanto você gasta. Só assim você poderá decidir se pode, ou não, comprar um carro novo, por exemplo.

 

3 Frentes da Gestão Financeira de uma Empresa

A gestão financeira empresarial pode ser operacional ou estratégica.
A gestão financeira empresarial pode ser operacional ou estratégica.

A gestão financeira da sua empresa pode ser operacional ou estratégica, depende de como você lida com as atividades que envolvem o controle financeiro.

Apesar de não existir certo ou errado, é claro que uma gestão estratégica tem mais a oferecer para o negócio, em termos de oportunidades.

A gestão financeira empresarial operacional é aquela onde o responsável se certifica de manter as contas em dia e fechar o mês com um saldo positivo.

Já a gestão financeira empresarial estratégica envolve planejamento, acompanhamento de indicadores, metas e objetivos.

Além destas divisões, com base na maturidade de sua gestão, existem três frentes administradas na gestão financeira empresarial. São elas:

Gestão de Caixa no Dia a Dia

A gestão de caixa envolve a administração dos recursos financeiros diariamente, considerando a entrada ou saída efetiva desse recurso.

Diferente de alguns controles contábeis, exigidos para o DRE (Demonstrativo de Resultados), onde a apuração considera a data da ocorrência, o controle de caixa considera a data da movimentação do dinheiro.

Por exemplo: se no dia 10 de agosto você realiza uma venda de R$ 200,00, parcelada em 4 vezes, o DRE irá considerar o valor de R$ 200,00 nesta data. No entanto, em caixa, você só terá R$ 50,00, referentes ao recebimento da primeira parcela.

Gestão Financeira para sua empresa

Gestão financeira da sua empresa de forma integrada entre departamentos

Conheça!

TESTE GRÁTIS

Essa é diferença entre regime de competência e regime de caixa. Ter o controle de ambos é importante pois, caso contrário, você terá uma visão distorcida sobre o valor real disponível pela empresa.

Em caso de inadimplência, por exemplo, no regime de competência você terá um resultado positivo, mas não terá liquidez. Isso porque o valor não foi recebido de verdade.

Gestão de Investimentos

Outra frente que deve ser administrada pela gestão financeira empresarial é a gestão de investimentos.

Todo empreendedor deseja ver seu negócio crescer e, para isso, é necessário investir.  Aumentar a infraestrutura física, compra de equipamentos, aquisição de outras empresas ou contratação de pessoas são exemplos de investimento.

Para decidir se determinado investimento é viável ou não, o gestor precisa ter conhecimento da sua realidade financeira. Também é necessário avaliar a projeção de retorno do investimento, e considerar um capital de giro que o suporte.

Ou seja: não é porque existe dinheiro sobrando no caixa que você deve investir no negócio. O recomendado é separar uma parte do lucro em uma conta de investimentos, por exemplo, para não comprometer seu capital de giro.

Leia também:  5 dicas para o Bom Controle financeiro

Quer ler mais sobre investimento financeiro para o seu negócio? Confira os artigos:

Gestão de Crises

A terceira frente que a gestão financeira da empresa precisa considerar é a gestão de crises. Apesar de ser um assunto que empresas preferem evitar, é fundamental que o gestor tenha planos de contingência para superar os momentos de crise.

A gestão financeira empresarial envolve a administração dos conflitos e das dívidas. Desse modo, o gestor precisa ter condições de avaliar quais contas deve pagar primeiro, além de negociar prazos ou descontos com fornecedores.

Porém, em tempo de crise, também faz parte da gestão financeira empresarial a análise da planilha de custos buscando, com isso, oportunidades de reduzir ou cortar despesas da empresa.

 

4 Passos Para Aplicar a Gestão Financeira na Sua Empresa

O primeiro passo para uma gestão financeira empresarial eficaz é não misturar contas pessoais com as contas da empresa.
O primeiro passo para uma gestão financeira empresarial eficaz é não misturar contas pessoais com as contas da empresa.

Agora que você já sabe o que é gestão financeira empresarial e em quais frentes ela deve atuar, para garantir um crescimento sustentável do seu negócio, é hora de aprender como implementar a gestão na sua realidade atual.

Independentemente do segmento ou porte da sua empresa, os passos são os mesmos. Se você ainda mistura contas pessoais com as contas da empresa, lembre-se que o primeiro passo é desfazer essa bagunça!

A partir daí, você pode seguir essas dicas:

Faça um Planejamento Estratégico

O planejamento estratégico é uma etapa fundamental para a empresa. É através dele que a empresa obterá uma visão clara sobre onde quer chegar, e como.

Também será com o planejamento estratégico que a empresa irá avaliar os riscos do mercado, além de entender seu potencial comercial e seu diferencial competitivo. São informações importantes para avaliar sua posição frente à concorrência.

Uma vez que o planejamento estratégico esteja bem estruturado, é possível desdobrar todos os custos e receitas esperados. Com isso, é possível desenvolver um planejamento de vendas e um planejamento financeiro.

Sua empresa ainda não possui missão, visão e valores? Comece definindo essas diretrizes. Elas irão reger a tomada de decisão, o planejamento estratégico e a cultura do seu negócio.

Utilize também ferramentas para análise do mercado e do cenário atual da empresa.

Quer uma dica? Leia o artigo: Tudo sobre Análise SWOT: O que é e como fazer em sua empresa.

Seja Organizado

Organização é palavra de ordem quando se fala em finanças. Uma gestão financeira empresarial só é efetiva se todas as informações da empresa estão organizadas.

Lance todos os valores de pagamentos e saídas de caixa, por menores que eles sejam. Não esqueça de registrar as vendas e a forma de pagamento. E sempre considere taxas que possam reduzir o valor total recebido, como as taxas de cartão de crédito.

Manter o registro das entradas e saídas de dinheiro, de forma que seja fácil identificá-las, é vital para o gestor realizar uma análise efetiva.

Crie categorias ou centros de custos, para agrupar as despesas e as receitas. Assim, você conseguirá organizar melhor os valores, e terá uma rápida compreensão da situação financeira do negócio.

Aprenda a Controlar os Custos

Uma das vantagens de ter tudo registrado é que você pode observar os custos desnecessários. Sabe aquele impulso na hora de comprar um novo equipamento ou, como no exemplo do início deste texto, a aquisição de matéria-prima a um valor acima do normal?

Leia também:  5 dicas para manter as contas a pagar em ordem na sua empresa

Se você não tem uma gestão financeira empresarial efetiva, é mais difícil controlar os custos do negócio. É preciso registrar todas suas despesas e avaliar, sempre que possível, a real necessidade de uma nova conta.

Além disso, o gestor precisa estabelecer limites, através de um plano orçamentário, para cada setor ou processo.

Gestão Financeira para sua empresa

Gestão financeira da sua empresa de forma integrada entre departamentos

Conheça!

TESTE GRÁTIS

Dessa forma, os profissionais podem criar e executar suas atividades, sempre buscando atingir os objetivos do planejamento estratégico e sem desestabilizar o financeiro.

Tenha Um Bom Software de Gestão

Para manter o controle dos custos e ter todos os registros financeiros organizados, você pode utilizar ferramentas como o Excel, por exemplo.

Mas, será que é possível profissionalizar e elevar o nível de sua gestão financeira sem contar com um sistema de gestão?

Considere um sistema que automatize processos, facilite o lançamento dos dados e reduza a chance de erros. Além disso, um bom sistema pode oferecer, facilmente, relatórios gerenciais para acompanhamento do gestor, antecipando eventuais dificuldades e embasando a tomada de decisões.

Existem, no mercado, inúmeras opções de sistemas para controle financeiro. Mas, lembre-se: unificar processos e integrar informações é a melhor forma de ter uma visão geral da situação da empresa.

Por isso, escolha um sistema completo, capaz de gerenciais diferentes atividades, oferecendo uma gestão inteligente para o seu negócio. O ERP BomControle, por exemplo, oferece seis módulos para livre acesso da empresa:

  • Gestão financeira: para automatizar os processos financeiros do seu negócio.
  • Controle de estoque: para gerenciar o estoque de matéria-prima e produtos, de forma integrada aos demais departamentos.
  • Gestão de vendas: para controlar todo o processo de orçamento e venda, automatizando atividades.
  • CRM: para gerenciar o relacionamento com os clientes.
  • BPM: para otimizar as atividades através da gestão e padronização de processos, garantindo a qualidade.
  • Help Desk: para suporte e atendimento ao cliente.

Não está convencido? Faça um teste gratuito com acesso completo às funcionalidades do sistema. Você só paga se gostar!

 

Conclusão

A gestão financeira empresarial é parte fundamental no crescimento de uma empresa.
A gestão financeira empresarial é parte fundamental no crescimento de uma empresa.

A gestão financeira empresarial é fundamental para garantir a sustentabilidade de um negócio. Sem ela, o gestor toma decisões às cegas e pode se deixar enganar por números que não refletem a realidade da empresa.

Contar com um planejamento adequado e planos de contingência em casos de crises, são formas de assegurar a estabilidade financeira de um negócio.

5 passos para cuidar da saúde financeira de uma empresa

Apesar da sua vital importância para que um negócio seja bem-sucedido, a gestão financeira ainda é muito negligenciada por donos e gestores de empresas. E essa postura pode ser fatal em um mercado competitivo como o atual.

manter-saude-financeira

Se você deseja profissionalizar a gestão financeira empresarial, centralizando as informações e automatizando processos, conte com um sistema completo de gestão. Assim, você economiza tempo para pensar no que interessa: o crescimento da sua empresa.

Faça o teste gratuito do sistema ERP BomControle!

Para conhecer outros assuntos sobre gestão de negócio ou controle financeiro, confira os artigos que recomendamos para você:

Gostou deste conteúdo? Então, auxilie na gestão financeira empresarial de amigos e colegas, compartilhando este material com eles!

Envie ou compartilhe este artigo
Complemente sua leitura