EBITDA: entenda a importância e como calcular esse Indicador

ebitda lajida o que e como calcular indicar financeiro

EBITDA é um indicador financeiro que leva em consideração os resultados operacionais da empresa, sem influência de impostos, juros, amortizações ou depreciações.

Não é, portanto, o resultado financeiro, lucro ou prejuízo. Mas é um indicador importante para avaliação do desempenho do negócio, já que apresenta o potencial de gestão, de venda e de performance da empresa, deixando de lado os fatores externos.

Assim, é uma informação que você precisa estar atento, para permitir uma completa gestão do seu negócio.

Quer outras dicas de gestão que vão ajudá-lo a conquistar os resultados desejados? Leia o post: Gestão financeira: como fazer para garantir o sucesso do negócio?

No artigo de hoje, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o EBITDA. Assim, você poderá tirar o melhor proveito desse indicador, avaliando o desempenho da sua empresa e tomando decisões que melhorem sua performance e seus resultados.

Você vai ver:

  • O que é EBITDA
  • O que significa EBITDA (ou LAJIDA)
  • Para que serve o EBITDA
  • Como é feito o cálculo do EBITDA
  • Aplicação no DRE
  • Qual fórmula do EBITDA no Excel
  • Como interpretar EBITDA
  • Dívida Líquida EBITDA
  • EBITDA ajustado
  • Margem EBITDA ideal
  • O EBITDA é um indicador financeiro confiável?
  • Vantagens do EBITDA
  • Desvantagens do EBITDA
  • EBITDA e EBIT: Qual a Diferença?
  • Conclusão

Sistema de Gestão Integrada

Otimize as atividades dos departamentos da sua empresa

Online e seguro!

TESTE GRÁTIS

O que é EBITDA

EBITDA, também conhecido como LAJIDA, é o lucro da empresa, antes de se descontar impostos, juros, depreciações e amortizações.

Ou seja: o EBITDA é um indicador que leva em consideração os resultados diretamente relacionados à atividade-fim do negócio, sendo de extrema importância para avaliação do desempenho da empresa.

Fatores externos, como impostos, volatilidade das ações, juros, impostos e outros, apesar de impactarem para o lucro ou prejuízo, não correspondem ao desempenho e performance da empresa, já que fogem ao controle dos gestores.

Por isso, o EBITDA, apesar de ser um indicador ainda bastante desconhecido por muitos executivos, deve sempre ser levado em consideração.

O que significa EBITDA (ou LAJIDA)

o que significa sigla ebitda
EBITDA é a sigla para o termo em inglês, e é a forma mais utilizada pelo mercado

EBITDA é a sigla para o termo em inglês Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization.

Em português, a tradução literal do termo é Lucro Antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização. Por isso, a sigla LAJIDA é também utilizada, já que significa exatamente a mesma coisa – só que em nosso idioma.

Apesar de LAJIDA ser um termo aceito e utilizado, EBITDA é a nomenclatura mais comum no meio empresarial. Por isso, é este o termo que passaremos a utilizar daqui pra frente, em todos os tópicos deste post.

Para que serve o EBITDA

O EBITDA é um importante indicador para análise da performance da empresa, considerando sua atividade-fim, ou seja, o negócio propriamente dito.

Por isso, é muito utilizado em empresas de capital aberto, que precisam informar aos acionistas sobre o desempenho da empresa em determinado período, demonstrando sua capacidade para crescimento.

Por desconsiderar fatores externos, que fogem ao controle dos gestores e acionistas, o EBITDA é um dado mais real em relação à habilidade da empresa e à forma como seu negócio está sendo conduzindo.

Analisar o lucro antes dos impostos é uma forma mais clara e transparente de entender a eficácia da gestão, identificar pontos de melhoria e novas oportunidades.

Como é feito o Cálculo do EBITDA

Como EBITDA é o lucro antes de impostos, a primeira coisa que você precisa conhecer é o seu lucro operacional.

Esse lucro operacional precisa estar com os custos de amortização e depreciação adicionados, já que o EBITDA não considera esses valores, portanto, não deduz do cálculo.

Em resumo, a conta fica assim:

EBITDA = Lucro operacional líquido + Depreciações + Amortizações

Vamos entender melhor os conceitos citados?

Lucro Operacional

O lucro operacional é o resultado após as deduções, sobre a receita operacional, das despesas operacionais, custo da mercadoria e despesas financeiras.

Conceitualmente, o lucro operacional é calculado a partir das deduções de custos com amortização e depreciação, que já estarão presentes nas despesas apresentadas no demonstrativo.

Leia também:  6 funcionalidades de um bom ERP para a sua empresa

Por isso, para calcular o EBITDA, é importante somar esses custos, encontrando, então, o lucro antes de impostos, amortização e depreciação.

Amortização e Depreciação

Depreciação é a apuração do valor de um ativo tangível, como mobiliário, computadores, equipamentos, reduzindo valores relativos a perdas pelo tempo de uso, desgaste, etc.

Amortização é parecido, mas faz referência a ativos intangíveis, como empréstimos, como exemplo.

Para o lucro operacional, retiramos essas despesas financeiras, que vão além da atividade-fim e não representam desembolsos reais durante o período.

Por exemplo: a depreciação de uma máquina impacta, sem dúvida, na perda de valor para a empresa, mas não é um gasto efetivo, não houve uma saída de caixa para cobrir essa depreciação.

É uma perda de ordem econômica, não representando o resultado financeiro do negócio. Por isso, para o EBITDA, esses valores são somados ao lucro operacional.

Assim, o gestor pode encontrar o lucro antes da dedução de impostos, amortizações e depreciações, conseguindo uma representação fiel do cenário financeiro e desempenho da empresa.

Aplicação no DRE

O EBITDA, para ser calculado, precisa de informações que estão presentes no DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício).

Considerando que um DRE tem como base a seguinte estrutura:

DRE – MODELO BASE
Receita Operacional Bruta:15.000,00
(-) Deduções da Receita Bruta:(2.200,00)
(=) Receita Operacional Líquida:12.800,00
(-) Custo dos Produtos Vendidos:(5.000,00)
(=) Lucro Bruto:7.800,00
(-) Despesas Operacionais:(2.500,00)
Despesas com Vendas e Administrativas:(1.000,00)
Resultado Financeiro(1.500,00)
(=) Lucro Operacional:5.300,00

 

Agora vamos, no mesmo modelo do DRE, inserir as informações do EBITDA:

DRE – APURAÇÃO EBIT E EBITDA
Receita Operacional Bruta:15.000,00
(-) Deduções da Receita Bruta:(2.200,00)
(=) Receita Operacional Líquida:12.800,00
(-) Custo dos Produtos Vendidos:(5.000,00)
(=) Lucro Bruto:7.800,00
(-) Despesas Operacionais:(1.000,00)
Despesas com Vendas e Administrativas:(1.000,00)
(=) EBIT6.800,00
(+) Depreciação e Amortização(800,00)
(=) EBITDA7.600,00

 

Assim, na mesma estrutura do DRE você consegue, facilmente, identificar os números necessários para o cálculo do EBTIDA, aplicando na prática esse indicador no seu demonstrativo.

Qual fórmula do EBITDA no Excel

O Excel é uma ferramenta padrão do sistema Windows, bastante utilizada para relatórios financeiros, tabelas e gráficos.

No entanto, não existe uma fórmula pronta para o cálculo da margem EBITDA, mas você pode utilizar a ferramenta mesmo assim, através de algumas operações bastante simples:

Na primeira coluna, insira na primeira linha (A1) o valor da receita líquida. Na célula abaixo (A2), você insere o EBITDA.

Abaixo, na célula A3, você irá colocar a fórmula: =(A2/A1).

Transforme o resultado dessa terceira célula em percentual, clicando na formatação da célula.

E pronto! Você tem a sua margem EBITDA.

Facilite sua gestão financeira

Esqueça as planilhas e gerencie tudo de forma simples e integrada

ERP BomControle

TESTE GRÁTIS

Como interpretar EBITDA

ebitda - como interpretar
Um EBITDA positivo indica que a empresa está, provavelmente, saudável financeiramente. Mas não é uma garantia.

 

Como qualquer outro indicador econômico, financeiro ou de performance, mais do que definir e calcular, você precisa saber interpretar.

Isso porque a fórmula vai dar um resultado que, sem contexto aplicado, é somente um número.

O EBITDA é um excelente indicador para você avaliar o desempenho da empresa, com relação à sua atividade-fim, ou seja, àquilo que ela se propõe a fazer e entregar.

Para empresas de capital aberto, é muito utilizado por investidores e acionistas, que avaliam a capacidade do negócio de vender e lucrar, visando crescimento.

Um EBITDA positivo indica que a empresa está, provavelmente, saudável, que os seus produtos ou serviços estão com boa margem de vendas no mercado e que a receita da empresa é maior que os seus custos.

Ao comparar o EBITDA do seu negócio com empresas concorrentes, você poderá avaliar qual empresa consegue performar melhor na mesma atividade, sendo um importante indicador para o entendimento da sua posição no mercado.

Porém, atenção: um EBITDA positivo nem sempre significa que aquele valor será revertido em caixa. Se você tem um alto custo com amortizações e impostos, o seu valor em caixa pode, inclusive, ser negativo.

Leia também:  Compreenda a importância da Integração de processos financeiros empresariais

É por isso que é tão importante analisar indicadores em conjunto, como forma complementar.

Dívida Líquida EBITDA

O índice Dívida Líquida é um índice de endividamento da empresa. Bastante utilizado por investidores, ele oferece uma noção de quanto tempo a empresa levará para quitar suas dívidas, considerando que a Dívida Líquida e o EBITDA não sofram alterações.

O indicador se dá em vezes, e quanto mais alto, maior o grau de endividamento da empresa.

A conta é bastante simples: basta pegar a dívida líquida e dividir pelo EBITDA.

O resultado será em vezes, ou seja, se o resultado for 5, significa que o grau de endividamento da empresa é 5x (5x o valor do EBITDA).

Índices de 4 a 5x são muito altos e deve ser um sinal de alerta. Índices de 1 a 2x são considerados saudáveis.

Mas, afinal, o que é dívida líquida?

A dívida líquida é o volume de empréstimos e financiamentos, e representa a quantidade de dinheiro que a empresa precisa obter para quitar o seu endividamento.

EBITDA ajustado

O EBITDA é um indicador muito utilizado por diversas empresas. Até 2012, existiam cálculos diferentes aplicados para o EBITDA, o que mascarava muito a informação.

Por isso, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), buscando uma transparência na transmissão das informações, padronizou o cálculo do EBITDA.

Assim, as empresas que desejam fazer ajustes no cálculo, como incluir ou deduzir itens, deve informar que se trata de um EBITDA ajustado, identificando e justificando o ajuste realizado.

Ao realizar algum comparativo de EBITDA entre concorrentes, você precisa tomar cuidado quando se tratar de um EBITDA ajustado, já que a metodologia não será a mesma para todos os indicadores.

Margem EBITDA ideal

A margem EBITDA se refere à divisão do EBITDA pela receita líquida empresa, resultando em um indicador percentual.

Se sua empresa tem um EBITDA de R$ 60.000,00 e uma receita líquida de R$ 210.000,00, sua margem EBITDA será de 0,28, ou seja, 28%.

Esse indicador mostra a lucratividade da empresa, mostrando quanto dinheiro operacional se conquista a cada real arrecadado com as vendas.

Quanto maior o percentual, maior a lucratividade da empresa, pois demonstra que a empresa é capaz de operar com mais eficiência e lucratividade.

Se uma empresa tem uma receita de R$ 1.000.000,00, entende-se que ela é muito maior do a empresa de nosso primeiro exemplo. Mas se o seu EBITDA for de R$ 100.000,00, também maior que a empresa exemplo, sua margem EBITDA será de 10%.

Ou seja: apesar de ser uma empresa com um faturamento muito superior e um EBITDA também mais alto, a margem de 10% é inferior aos 28% da empresa menor, mostrando que a empresa menor apresenta um melhor desempenho de sua operação.

O EBITDA é um indicador financeiro confiável?

ebitda e confiavel - erp bomcontrole
Use o EBITDA como indicador, mas não se apegue somente a ele.

 

Sabe aquela máxima do “confie desconfiando”? Confie que o EBITDA é, sim, um indicador confiável e de extrema importância para a empresa, mas desconfie o suficiente a ponto de não se apegar somente a ele.

Entender seu conceito, sua aplicação e seus limites é crucial para que você aproveite o EBITDA da melhor maneira.

E lembre-se: o EBITDA não deve, jamais, ser o único indicador utilizado para avaliação do seu negócio.

É muito importante que você acompanhe outros números que impactam muito na gestão da empresa, como margem de contribuição, ponto de equilíbrio, valor presente líquido, e muitos outros!

Vantagens do EBITDA

Já falamos, neste artigo, algumas claras vantagens de acompanhar esse indicador, mas se você ainda não está convencido, listamos os principais benefícios que o EBITDA oferece para a análise e gestão do seu negócio:

  • Permite que você avalie a produtividade e a eficiência da empresa, com números que refletem com efetividade a capacidade de produção e habilidade de vendas;
  • Possibilita a comprovação, através dos números, da viabilidade e sustentabilidade econômica da empresa, a acionistas e mercado em geral;
  • Demonstra o potencial competitivo da empresa, quando comparado a números de empresas concorrentes;
  • Permite a comparação com empresas de qualquer país, já que é um indicador internacional e não leva em consideração as tributações, que correm de formas variadas entre os países.
  • Possibilita uma análise detalhada do desempenho da empresa e da performance do produto ou serviço, permitindo tomada de decisões e ações com base em informações diretamente relacionadas à atividade-fim do negócio.
Leia também:  O papel do sistema de contas a pagar na gestão financeira

Desvantagens do EBITDA

Assim como o EBITDA tem vantagens inquestionáveis, ele também pode ser um tiro no pé se você não levar em consideração suas particularidades, tendo como principais desvantagens:

  • Não deve ser o único indicador avaliado! Assim como já falamos sobre outros indicadores, existem informações muito importantes em cada um deles, mas que não são suficientes para uma análise e entendimento completo se olhado de forma isolada;
  • Dependendo das atividades e investimentos da empresa, o EBITDA pode não ser adequado, já que essas receitas não serão contabilizadas pelo indicador, mascarando um valor importante para a empresa;
  • O EBITDA não permite que se identifique a liquidez da empresa, ou seja, a capacidade dela de cumprir com suas obrigações rapidamente. Esse é um ponto crucial de análise de valor de uma empresa;
  • Se você só olhar pro EBITDA, pode deixar passar batido um prejuízo. Fique atento!

EBITDA e EBIT: Qual a Diferença?

Você já sabe que EBITDA é uma sigla que, em português, significa Lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações.

Assim, o EBIT fica fácil de entender. Ele é praticamente a mesma coisa, exceto que este indicador considera na conta os efeitos relacionados às depreciações e amortizações, deixando de lado, somente, juros e impostos.

EBIT, sigla para Earnings Before Interest and Taxes, é também um indicador importante, pois mostra o lucro operacional da empresa, desconsiderando os resultados financeiros, dividendos e juros sobre o capital.

Assim, o EBIT é o indicador que demonstra o verdadeiro lucro contábil obtido pela empresa em um determinado período, sobre as atividades operacionais (novamente, somente considera a atividade-fim do negócio).

#Bônus: Software para gestão financeira

Uma gestão financeira efetiva pode significar o sucesso ou a ruína do seu negócio. Imagine que você faça tudo certinho: compre as matérias-primas, produza, invista seu esforço nas vendas, mas não sabe dizer, com precisão, seus resultados?

Será muito difícil saber se toda sua dedicação está sendo em vão, ou não, certo? Por isso, controlar os números, analisar os indicadores e manter um controle constante desse fluxo é vital para que você entenda como sua empresa (e seus funcionários) estão performando.

Assim, poderá estabelecer novas metas, novos horizontes para conquistar!

E fazer esse tipo de gestão não precisa ser difícil nem complicar muito a sua rotina. Com um bom sistema ERP você mantém as movimentações financeiras, controla o estoque, a gestão de pessoas e muito mais, em um só lugar e de forma automatizada!

Gestão completa do seu Financeiro

Fácil acesso aos principais indicadores de desempenho e sem compromisso para testar

ERP BomControle

TESTE GRÁTIS

Conclusão

ebitda - conclusao
EBITDA é um indicador que deve ser acompanhado com frequência, e combinado com outros indicadores de performance.

 

EBITDA é o lucro operacional da empresa, antes de se descontar os valores de juros, impostos, amortizações e depreciações.

É um importante indicador financeiro, especialmente para avaliação e comparação entre concorrentes, pois demonstra a capacidade de vendas da empresa, indicando como está o desempenho do negócio.

É bastante utilizado por investidores e acionistas, a fim de entender a performance de uma empresa, que indicará o quanto ela será capaz de crescer de forma sustentável.

Apesar de ser um indicador que deve ser acompanhado com frequência, não deverá ser o único avaliado. A combinação de indicadores de performance e financeiros é essencial para uma visão geral do seu negócio.

Assim, você tem condições de entender os pontos fracos, identificar oportunidades e manter sua operação sempre no azul.

Para ajudar no acompanhamento de suas operações e automatizando os processos, um ERP completo é essencial. Conheça o BomControle e tenha acesso rápido aos principais indicadores para o sucesso da sua empresa!