Conheça as opções de conta digital para você e sua empresa

Tempo de leitura: 8 minutos

A versão da conta digital dos bancos tradicionais possibilita economizar em tarifas bancárias, que passam a ser cobradas só quando utilizamos serviços por telefone, internet, algo que precise do gerente ou do ATM (caixa eletrônico). Mas as fintechs do ramo financeiro estão revolucionando mercado justamente por oferecer conta digital com transações bancárias 100% online, reduzindo os custos e colaborando com o tempo de pessoas físicas e de empresas.

Sua empresa já tem familiaridade com a conta digital totalmente online?

Até mesmo a geração X (35 a 45 anos), recentemente  chamada de Xennial, encontra vantagens no modelo de conta digital, pois esta oferece mais rapidez, comodidade, praticidade e mobilidade para que os usuários resolvam tudo pela internet e por app instalado no celular. Ainda mantém segurança sobre os dados, já que alguns contam com biometria, e seu negócio não é prejudicado em casos como as paralisações da greve bancária. O objetivo central é proporcionar melhor experiência e menos burocracia.

Antes de apresentar algumas opções de conta digital, consideramos importante mostrar um breve cenário.Em abril deste ano, o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos)¹ apontou que os cinco maiores bancos, juntos, tiveram o lucro líquido de R$ 59,6 bilhões em 2016. Essa quantia diminuiu 12,1% em comparação a 2015. Veja esse comparativo no gráfico abaixo:

BC_Artigo_ContaDigital_grafico1Enquanto isso, a Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2017², com dados consolidados pela Deloitte, aponta a consolidação dos usuários cada vez mais no meio digital para realizar as operações bancárias. Após consultar 17 bancos, percebeu que o mobile banking é a via preferida, chegando a 21,9 bilhões de transações bancárias em 2016 (11,2 bi em 2015). Também apresentou o número de usuários desses meios virtuais no último ano: 9,5 milhões de heavy users do mobile banking; 5,1 milhões de heavy users do internet banking.

Para atrair esses usuários, os grandes bancos buscam oferecer a opção totalmente digital. Uma matéria da revista Ciab FEBRABAN³ mostrou que existem cerca de 940 mil clientes realizando transações bancárias no Brasil por meio de conta digital, conforme informações do Banco do Brasil, do Itaú Unibanco e dos bancos Original e Intermedium, as quais  esperam que o total de contas correntes digitais alcancem 3,3 milhões até o final de 2017.

Paralelamente, as fintechs avançaram no Brasil. Sua empresa ainda não conhece as fintechs? São startups voltadas para o mercado financeiro, oferecendo alternativas de crédito e conta bancária totalmente gerenciados pela internet. Com isso, você não tem gastos resultantes de atendimentos presenciais, de caixa eletrônico e telefone. Basta um smartphone para conseguir fazer transferência, desbloquear senhas, comprar em crédito etc, muitas vezes sem tarifas ou com taxas bem mais em conta.

Segundo o Relatório 2017 da FintechLab (4), que monitora as fintechs, no Brasil houve 244 delas em diferentes segmentos:
BC_Artigo_ContaDigital_grafico2
Ainda mostra o Brasil como principal país da América Latina em fintechs. Por aqui, o GuiaBolso, Nubank e Bankfacil prevalecem. O mesmo relatório informa que 53% das pequenas e médias empresas não têm acesso à crédito, então enxergam nas fintechs uma boa alternativa para continuar atuando no mercado financeiro, justamente por encontrar tarifas zero e taxas mais baixas.
BC_Artigo_ContaDigital_Resultado

Como pode ver na “fórmula acima”, aproveitamos para ilustrar que a conta digital oferece alternativas mais otimizadas para você concretizar os processos bancários, como pessoa física e/ou da própria empresa. Isso reflete em mais tempo e dinheiro para investir no seu empreendimento, na equipe e em parcerias para ampliar expansão no segmento em que atua.

Já percebeu que o banco totalmente digital apresenta vários “nãos” como sinônimo de vantagens? Ou seja, muitos não cobram tarifas, não precisa ir até uma agência física para abrir ou cancelar conta, entre outros pontos. Mas antes de adotar qualquer tipo de conta digital em sua empresa, estude seus gastos operacionais, entre eles, com a emissão de boletos e tarifas.

Veja as opções de conta digital

 

Conta digital para empresas:

PJBank: desde o dia 10 de agosto as pequenas e médias empresas conseguem ter serviços bancários integrados com o sistema de gestão ERP, sem precisar conciliar boletos, extratos e cartão. Pode acessar a conta via ERP, por meio do API, e pelo app para celular. Sem precisar ir a um banco físico, consegue emitir boletos, pagar as próprias contas, os salários dos colaboradores e ter cartão corporativo, com taxas bem mais reduzidas durante as transações bancárias. Não cobram tarifas para transferências e depósitos. Por não apresentar serviços de investimentos e empréstimos, pode ser complementado com as opções de um banco tradicional que utiliza. Ainda atende todas as necessidades de corporações que não usam os serviços de créditos.

Banco Inter: oferece a Conta Digital Pro para micro, pequenas e médias empresas. Totalmente digital e gratuita, para utilizá-la é preciso abrir a conta de forma 100% online, pelo site ou app para smartphones. As PMEs contam com um pacote de emissão de 100 boletos bancários e 100 TEDs por mês, quatro cartões múltiplos corporativos (de débito e crédito) sem cobrança de anuidade. Quanto ao saque, os usuários podem usar caixas eletrônicos da rede Banco 24 horas.

E-dinheiro: com o objetivo em realizar a inclusão financeira, essa plataforma digital possibilita que pessoas físicas, pequenas empresas e profissionais autônomos depositem e transfiram dinheiro, realizem cobranças e recarga de crédito, paguem com código de barras ou QR code e  façam um planejamento mensal de gastos, tudo isso pelo celular. Não cobra tarifa por esses processos e com taxas baixas sobre serviços como pagamentos de boletos.

Conta digital para pessoas físicas:

 

Banco Original: para abrir uma conta digital, que mantém apenas dois ATMs, é totalmente online e voltada para pessoas físicas desde 2016. Os usuários podem utilizar caixas eletrônicos da rede Banco 24Horas para o saque, não são cobrados por tarifas de manutenção e transações por meios eletrônicos, a anuidade do cartão de crédito não é cobrada durante o primeiro ano de uso e têm um gerenciador financeiro como forma de equilibrar os gastos.

Banco Neon: serviços bancários por meio de cartão pré-pago de baixo custo e app. Tem como público-alvo pessoas físicas da chamada geração millennial (nascidos após 1982 e que valorizam mais o propósito), que preza o formato digital para resolver diferentes demandas do dia a dia. Como forma de ampliar a segurança, aplica o reconhecimento facial e digital pela biometria, não cobra por serviços como manutenção da conta e anuidade do cartão, além de oferecer o Objetivo, espaço onde você reserva a quantia que precisa e o Neon aplica em CDBs para render mais do que poupanças comuns.

Banco Maré: startup social que resultou na plataforma financeira para fortalecer a economia local de comunidades do Rio de Janeiro (RJ). O lucro é revertido para a habitação e educação dos moradores dessas regiões, como o Complexo da Maré, onde deu os primeiros passos. Atualmente colabora com pessoas físicas sem acesso ao sistema financeiro, que pagam contas, compram e transferem quantias, além de verificar os gastos, por meio de um app no celular.

Nubank: voltado para pessoas físicas, oferece um cartão de crédito funcional por um app e sem cobrar a anuidade, as tarifas de compra, de saque  e de 2ª via do cartão, além do próprio usuário poder aumentar ou reduzir o limite do cartão. Tarifa só é cobrada aos que usam o Nubank Rewards, por onde acumula pontos e, assim, aumenta seu crédito em viagens, como as aéreas e de Uber, e em serviços de assina online. Teve um grande avanço em 2016, tanto que contou com U$ 134 milhões em aportes e uma linha de crédito avaliada em U$ 100 milhões do Goldman Sachs.

Digio: o cartão de crédito Visa internacional deve ser solicitados pelo app em celular, onde vai verificar e controlar os gastos. Portanto, não precisa de convite para solicitar o serviço, como funciona no Nubank. Voltado para pessoas físicas, proporciona serviços sem tarifas, entre eles, parcelamento de fatura, anuidade, saque nacional e internacional, porém sem a opção crédito rotativo. É preciso de atenção às taxas cobradas nos terminais que utiliza para sacar dinheiro.

Fontes:

¹ Desempenho dos bancos 2016/ Dieese: https://goo.gl/LE9PkB

²  Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2017: https://goo.gl/ZY0C9S

³ Contas 100% digitais atraem 940 mil clientes/ Revista Ciab FEBRABAN, ed. 68: https://goo.gl/VRrt52

(4) Repport 2017/ FintechLab:  https://goo.gl/7HjWEF

Geração Xennial/ El País: https://goo.gl/7NBnMe

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *