Como fazer cobrança de maneira eficiente

Tempo de leitura: 2 minutos

Um dos primeiros fatores de uma grande crise econômica é o surgimento da inadimplência. E como os tempos não estão fáceis, a consequência  não poderia ser outra, senão o aumento da inadimplência no Brasil. Com a escassez de dinheiro, os credores ainda têm que passar por outra situação desagradável, cobrar! E como é desagradável fazer isso… Mas quando não se recebe pelo serviço prestado de direito, não temos outra opção, o negócio é cobrar! Mas vamos te mostrar um jeito de fazer essa cobrança de uma maneira mais cordial, menos desagradável e possivelmente muito mais eficiente.

Você gostaria de aprender como fazer a cobrança com mais eficiência e sem sofrer tanto?

1 – Se o pagamento estiver por mais de 30 dias atrasado, envie uma carta de cobrança avisando sobre a suspensão dos serviços – é importante que a carta tenha uma aparência séria e profissional. Se possível, que ela atente o cliente quanto à existência de multas em decorrência da suspensão dos serviços e do atraso no pagamento. Também é aconselhável que a carta seja feita de maneira respeitosa, em papel timbrado, que contenha proposta de negociação e apresente a assinatura do responsável pelo setor de cobrança da sua empresa.

2 – Finalmente, caso o pagamento não tenha sido efetuado após 60 dias, é importante que você suspenda a prestação de serviços formalmente  e legalmente, podendo ser por carta ou e-mail;

3 – O bom mesmo, é primeiro ligar em até 3 dias após a falta de pagamento. O importante é que você implemente um sistema de cobrança para manter total controle desses registros. Quanto antes a falta de pagamento for identificada e cobrada, maiores são as chances de você receber o pagamento em sua integridade. Lembre-se de fazer esse contato em tom amigável, com um ar mais de lembrete que de cobrança;

4 – Caso o pagamento não seja efetuado em até 7 dias, reenvie o e-mail com o boleto em anexo, não custa lembrar que o e-mail deve ser objetivo, porém cordial, sem ameaças ou com um tom agressivo;

5 – Tente sempre um contato direto, além do enviar os e-mails, é importante que o departamento financeiro entre em contato com o cliente, em um período entre 7 a 10 dias, para evitar que a incerteza e a impessoalidade dos e-mails não se tornem motivos para a falta de pagamento;

6 – No final, seja cordial ao encerrar o contato e um agradecimento sempre cai muito bem;

O importante  é sempre ser objetivo em relação ao que se está cobrando. Procure também mostrar ao cliente que sua intenção é sempre buscar a melhor solução para ambos e ajudá-lo dentro do possível. Aqui vale mais demostrar a preocupação com o cliente,  que você se importa com ele e que não está pensando somente em você.

Quer receber novidades do mercado financeiro



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *