Como conseguir uma linha de crédito para MPMEs em 5 passos

BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, é um órgão público federal que busca fomentar a economia, gerando renda, reduzindo o desemprego e melhorando a vida social em diversos setores.

Com linhas de crédito acessíveis para empresas de setores variados, o BNDES apóia e investe nas atividades econômicas do País, oferecendo suporte para o crescimento e desenvolvimento desde microempreendedores individuais a empresas de médio ou grande porte.

Leia também: Os tipos de crédito disponíveis para o MEI.

Em tempos de crise econômica, o BNDES também entra em ação com linhas de crédito emergenciais, auxiliando para empresas possam superar os desafios, evitando o fechamento ou a demissão em massa.

É o que aconteceu, por exemplo, com a pandemia nomeada como COVID-19, o coronavírus, que desestabilizou as sociedades e as economias de todo o mundo. Veja o infográfico a seguir e descubra como solicitar o crédito e driblar a crise:

Como conseguir uma linha de crédito para MPMEs em 5 passos

Agora que você já sabe como conseguir uma linha de crédito para MPMEs em apenas 5 passos, que tal continuar sua leitura para entender melhor sobre o que é o BNDES e qual sua atuação frente à economia do Brasil.

Neste artigo, vamos esclarecer:

  • O que é o BNDES
  • O que o BNDES financia
  • Quem pode obter o financiamento do BNDES
  • Principais linhas de crédito do BNDES
  • Onde usar o crédito do BNDES
  • Como funciona o crédito emergencial do BNDES

Boa leitura!

Gestão Financeira automatizada

Automatize a gestão da sua empresa de forma integrada entre os setores

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

O que é o BNDES

BNDES é um banco público, vinculado ao Governo Federal.

 

BNDES é a sigla para Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Fundado em 1952, é um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo e o principal instrumento utilizado pelo Governo Federal para financiar e investir em todos os setores econômicos do País.

Por ser uma empresa pública, o BNDES tem o compromisso de avaliar a concessão do apoio com foco no impacto socioambiental e econômico no Brasil. Ou seja: visando apoiar o crescimento do País, investe onde for mais necessário.

Quem é dono do BNDES?

O BNDES é uma empresa pública, vinculada ao Ministério da Economia do Governo Federal.

Criado no Governo Vargas, em 1952, começou com autonomia administrativa e personalidade jurídica própria. Em seguida, foi repassado para o Ministério do Planejamento e Coordenação Geral, sendo transformado em empresa pública apenas em 1971.

Onde fica a sede do BNDES?

O BNDES tem uma sede localizada no Rio de Janeiro, e escritórios para representação regional, localizados em:

  • São Paulo — Departamento Regional Sul;
  • Brasília — Departamento de Relações com o Governo;
  • Recife — Departamento Regional Nordeste.

Propósito, Valores, Princípios, Missão, Visão

Conforme retirado do site oficial do BNDES, as diretrizes estratégicas do banco público são:

Propósito

Transformar a vida de gerações de brasileiros, promovendo desenvolvimento sustentável.

Valores

  • Ética
  • Espírito público
  • Compromisso com o desenvolvimento

Princípios

  • Transparência
  • Efetividade
  • Diálogo
  • Cooperação
  • Busca pela excelência

Missão

Viabilizar soluções que adicionem investimentos para o desenvolvimento sustentável da nação brasileira.

Visão

Ser o Banco do Desenvolvimento Sustentável Brasileiro.

O que o BNDES financia

O BNDES tem diferentes frentes de atuação, com produtos direcionados para atender às demandas de investimento em:

  • Infraestrutura;
  • Agropecuária;
  • Exportação;
  • Desenvolvimento regional e territorial;
  • Inovação;
  • Social;
  • Indústria, comércio e serviços;
  • Micro, pequenas e médias empresas;
  • Cultura e economia criativa;
  • Mercado de capitais;
  • Meio ambiente.

Assim, dependendo do seu segmento e necessidade de investimento, poderá escolher uma linha de crédito específica.

Por exemplo, se precisa de investimento para sua pequena empresa, para compra de equipamentos, por exemplo, poderá contar com o cartão BNDES, uma espécie de cartão de crédito para pagamento parcelado.

Leia também:  O papel do sistema de contas a pagar na gestão financeira

Dessa forma, você pode financiar diversas operações, projetos, equipamentos, ou até solicitar financiamento para fluxo de caixa e folha de pagamento. Depende muito do seu setor e da linha de crédito oferecida para você.

Falaremos sobre isso mais à frente.

Quem pode obter o financiamento do BNDES

Cada linha de crédito é voltada para um ou mais perfis de clientes, como:

  • empresas sediadas no Brasil;
  • empresários individuais (EIRELI);
  • microempreendedores individuais (MEI);
  • entidades ou órgãos públicos, seja Federal, Estadual, Municipal ou do Distrito Federal;
  • fundações e associações de direito privado;
  • cooperativas;
  • pessoas físicas domiciliadas e residentes no país, desde que exerçam atividades econômicas e estejam registradas, como caminhoneiros e produtores rurais;
  • consórcios e condomínios que exerçam atividade produtiva; e
  • sindicatos e clubes.

 

No entanto, para poder ser aprovado na solicitação de um financiamento via BNDES, a empresa deve atender a alguns critérios. São eles:

  • Estar em dia com as obrigações fiscais, tributárias e sociais;
  • Apresentar cadastro satisfatório, sem apontamentos que prejudiquem sua idoneidade;
  • Comprovar capacidade de pagamento;
  • Dispor de garantias suficientes para cobertura do risco da operação;
  • Não estar em processo de falência, concordata ou recuperação judicial ou extrajudicial;
  • Não apresentar processos judiciais, títulos protestados ou registros de inadimplência;
  • Atender a legislação relativa à importação, no caso de financiamento para a importação de máquinas e equipamentos;
  • Cumprir a legislação ambiental vigente.

 

Conforme já mencionado, o BNDES tem linhas de crédito voltado para setores e portes específicos de empresas. No que se refere ao porte, é considerado, como meio de classificação, a receita operacional bruta anual, conforme segue:

  • Microempresa: menor ou igual a R$ 360 mil;
  • Pequena empresa: maior que R$ 360 mil e menor ou igual a R$ 4,8 milhões;
  • Média empresa: maior que R$ 4,8 milhões e menor ou igual a R$ 300 milhões;
  • Grande empresa: maior que R$ 300 milhões

Principais linhas de crédito do BNDES

O BNDES oferece diferentes linhas de crédito, com requisitos e condições variadas.

 

Como vimos, o BNDES é um banco público com objetivo de fomentar o desenvolvimento de diversas áreas da economia nacional.

Dessa forma, trabalha com financiamentos, oferecendo prazos maiores para pagamentos e juros menores, se comparados aos disponíveis por bancos privados.

É diferente de empréstimo, pois, neste caso, a empresa deve destinar o dinheiro exatamente para o fim que ele foi aprovado.

Por exemplo, se sua empresa conseguiu um financiamento BNDES para a montagem de um parque fabril, o dinheiro só poderá ser utilizado para a compra dos equipamentos necessários para este parque.

O BNDES pode ter, também, outras atuações, como adquirindo debêntures da organização, se tornando um investidor daquela empresa; ou oferecendo recursos que não precisam ser devolvidos, especialmente nos campos da cultura e inovação.

Conheça, abaixo, as principais linhas de crédito do BNDES, e saiba como e onde elas podem ser aplicadas. Você pode ter acesso a todos os produtos oferecidos no site oficial do BNDES.

BNDES Finame

Este financiamento é voltado para aquisição de equipamentos previamente credenciados ao BNDES.

Esta linha apoia tanto o cliente (que compra o produto) quanto o produtos, que credencia sua empresa para venda via BNDES, através de instituições parceiras.

BNDES Finame Agrícola

Esta linha é semelhante à anterior, porém tem foco exclusivo no setor agropecuário.

Nesta linha podem ser adquiridos equipamentos, máquinas e bens para automação, desde que estejam, também, com fornecedores credenciados ao banco público, e que sejam utilizados para as atividades deste setor.

BNDES Finame Leasing

Esta linha de crédito é voltada para o arrendamento do mercado. Apesar de ter os mesmos critérios do Finame tradicional, os limites para financiamento variam.

Leia também:  Planilha de controle financeiro - uma solução útil, porém limitada

Neste modelo, equipamentos básicos podem ter até 40% do valor financiado. Já aqueles que envolvem mais tecnologia, pode ser financiado em até 70% do valor. Para os demais, o limite de financiamento é de 50%.

BNDES Automático

Para valores inferiores a R$ 20 milhões e com financiamento limitado a cada 12 meses, é possível conseguir financiamento através das instituições financeiras credenciadas.

Este modelo de crédito é oferecido para empresas de diversos setores e portes, para uso diverso, como projetos de inovação ou investimentos para ampliação, recuperação ou valorização de ativos do negócio.

BNDES Finem

Esta linha de crédito é como a anterior, porém voltada para financiamentos que superem os R$ 20 milhões.

BNDES Project Finance

Esta linha de crédito é mais complexa e específica para determinadas atividades. Dentre os critérios, está o que exige que a empresa seja composta por acionistas, ou seja, tenha o capital aberto.

Para liberação desta linha, o BNDES faz uma análise de risco, que avalia questões como alavancagem e risco operacional, além de serem exigidas garantias, tanto para cobertura do valor, quanto para a comprovação dos resultados gerados pelo investimento.

Cartão BNDES

O cartão BNDES é uma das linhas de crédito mais abrangentes e, por isso, populares. Ele funciona como um cartão de crédito e tem as menores taxas do mercado.

Com o cartão BNDES a empresa pode comprar equipamentos, máquinas e insumos que sejam necessários para a criação ou desenvolvimento do negócio.

O crédito tem limite de R$ 1 milhão, com prazo para pagamento que varia de 3 a 48 meses. Por isso, é especialmente voltada para as micro, pequenas e médias empresas.

BNDES Microcrédito

Os empréstimos de baixo valor são concedidos pelo BNDES microcrédito a microempreendedores de diversos setores.

É uma forma de apoiar aqueles que estão começando um negócio e ainda não possuem um histórico que permita acesso a linhas de crédito tradicionais.

Como é indireto, ou seja, realizado através das instituições financeiras credenciadas, limites de valor, taxas e prazos podem variar.

Onde usar o crédito do BNDES

O uso do crédito vai depender da linha escolhida.

Como você viu, existem diferentes linhas de crédito que atendem necessidades, setores e empresas de portes variados.

Você pode usar o financiamento BNDES para compra de máquinas, como tratores, caminhões, cabines de pintura, maquinário para corte e solda, empilhadeiras, e muito mais. Pode, também, usar na compra de equipamentos como computadores, impressoras, televisores e outros.

Existem linhas de crédito para uso como fluxo de caixa, pagamento de fornecedores, compra de mobiliários, pagamento de folha de pagamento, entre outras.

Tudo depende da linha de crédito escolhida. Se foi um FINAME, por exemplo, você precisará utilizar o valor para compra dos equipamentos em fornecedores cadastrados no BNDES, que aceitem a venda através deste modelo de negócio.

A linha de microcrédito é a que mais funciona como empréstimo, oferecendo maior liberdade ao gestor na hora de aplicar o valor recebido.

Então, avalie sua necessidade, verifique sua projeção de vendas e seu planejamento financeiro, para entender quais seriam as condições de pagamento ideais para sua empresa.

Assim, você pode estudar as linhas de crédito que melhor atendam suas necessidades e expectativas.

É importante dizer que aproveitar dessas linhas de crédito são formas de expandir a sua operação e alavancar o seu negócio. Por outro lado, deve ser uma decisão tomada após uma criteriosa análise financeira e de mercado.

Se for o momento ideal para investir na ampliação do negócio, o BNDES é, sem dúvida, a melhor opção.

Como funciona o crédito emergencial do BNDES

O BNDES tem como compromisso apoiar o País em situações de emergência, como aconteceu com o Covid-19.

 

O BNDES tem linhas de crédito emergenciais que servem para apoiar as empresas em momentos de crise geradas por desastres naturais, problemas sanitários, impactos econômicos mundiais, entre outros.

Leia também:  Gestão Financeira: como fazer para garantir o sucesso do negócio?

Em 2020, com a pandemia do coronavírus, o BNDES entrou com linhas de crédito voltadas para diferentes fins. Isso porque a pandemia causou um caos na economia do País, com o isolamento social necessário para controle do vírus.

Buscando reduzir os impactos, o BNDES cumpre com seu compromisso de ajudar o País a enfrentar os efeitos econômicos e sociais, através de medidas emergenciais, como:

  • Crédito para folha de pagamento das micro, pequenas e médias empresas;
  • Crédito para ampliação de leitos hospitalares e oferta de equipamentos e materiais médicos e hospitalares;
  • Expansão da linha de crédito para pequenas empresas, apoiando com mais capital de giro para as mesmas;
  • Amortização dos pagamentos dos financiamentos em vigor por até 6 meses;
  • Transferência de R$ 20 bilhões para atendimento do trabalhador, através da transferência ao FGTS.

É claro que não podemos prever situações como essa, do coronavírus, que pegou o mundo todo de surpresa e deixará um rastro por um longo período, tanto social quanto economicamente.

Mas as empresas que conseguem ter uma melhor controle financeiro, com investimentos e reserva de emergência, têm mais gás para superar esse períodos críticos. Nessas horas é que damos valor a conceitos como fluxo de caixa e capital de giro, não é mesmo?

Devemos, também, reforçar a importância das empresas, independente do seu porte, manterem-se livres de dívidas.

Lembre-se que os critérios para captação dos recursos do BNDES impedem que empresas com o “nome sujo na praça” contem com a ajuda, mesmo nas situações emergenciais.

Conheça o BomControle

Uma solução para manter o seu controle financeiro é utilizar um sistema de automação e gestão integrada.

Com ele, você otimiza as atividades de rotina, reduz as chances de erro, integra os departamentos e todas as informações relevantes para o negócio, e acompanha os relatórios, analisando indicadores de desempenho que apoiem a tomada de decisão.

Conheça o BomControle e faça um teste gratuito!

 

Conclusão

O BNDES é uma alternativa que permite o crescimento de empresas em todos os setores.

 

O BNDES é um banco público, vinculado ao Governo Federal, que apoia o crescimento e desenvolvimento de negócios de todos os portes e setores, como forma de fomentar a economia do País.

Também leva em consideração as questões sociais e ambientais, investindo em iniciativas que promovam melhorias em todos os aspectos, além de auxiliar na recuperação de situações emergenciais, através de medidas temporárias.

Antes de contratar uma linha de crédito BNDES, é fundamental que a sua empresa tenha um controle orçamentário adequado, evitando tomar decisões que possam ser prejudiciais para a saúde financeira do seu negócio.

Conte com o BomControle para uma gestão integrada e efetiva! Faça um teste gratuito e descubra todos os módulos e funcionalidades que podem ser utilizadas por sua empresa.

Continue sua leitura com destes artigos recomendados para você

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe com seus colegas e amigos empreendedores que possam se beneficiar dos créditos do BNDES!

Envie ou compartilhe este artigo