Como calcular a margem bruta e margem líquida das vendas no varejo

margem bruta e liquida das vendas no varejo

A margem bruta de vendas é uma das taxas mais importantes de qualquer negócio. Se você deseja construir uma empresa lucrativa e saudável, você deve entender, calcular e monitorar essa margem constantemente.

A taxa em questão se refere à rentabilidade de um produto. Por isso, ela é fundamental.

Muitas pessoas acham que estão lucrando porque medem apenas algumas despesas, mas na verdade, a sua margem bruta real é muito inferior ao mínimo necessário para a existência do seu negócio.

Esse tipo de negócio, a médio e longo prazo, está fadado ao fracasso, porque suas contas não fecham e a sua operação não gera o lucro mínimo necessário para o crescimento saudável do negócio.

Então, ao não saber calcular e monitorar a margem bruta das vendas, você pode estar colocando em xeque o futuro da sua empresa.

Afinal, um negócio precisa dar lucro o suficiente para pagar funcionários, fornecedores e ainda sobrar para reinvestir em novos produtos e na expansão da empresa.

Então, não é importante apenas para manter as contas em dia, a margem bruta de vendas é fundamental para que o seu negócio continue competitivo, com novos investimentos em marketing e em produtos inovadores.

Sistema de Gestão Financeira

Automatize as atividades do departamento financeiro de forma integrada e eficiente

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

Se você tem dificuldade para calcular seu custo, leia esse outro artigo do nosso blog onde falamos mais sobre como calcular o custo das mercadorias vendidas.

No artigo de hoje, vamos compartilhar dicas para você calcular a sua margem bruta de vendas e outras taxas fundamentais para a sua empresa.

Veja o que você vai aprender a seguir:

  • O que é margem bruta de vendas
  • Importância em se calcular a margem bruta
  • Vantagens competitivas para sua empresa
  • No que consiste a margem bruta de lucro
  • Como calcular margem bruta das vendas
  • Diferença entre Margem Bruta e Margem Líquida
  • Como calcular margem líquida
  • Margem de Contribuição
  • Margem operacional

Boa leitura!

O que é margem bruta de vendas

O que é Margem bruta
Descubra o que é e como funciona a margem bruta de vendas

Antes de entender o que é margem bruta de vendas, você precisa aprender a diferenciar o que é custo e o que é despesa. Esses são dois conceitos semelhantes, mas que não são idênticos. Então, nunca os confunda.

De forma resumida, custo é todo dinheiro necessário para produzir e comercializar um produto oferecido pela empresa. Nele, estão inclusos matéria-prima, funcionários e etc.

Já as despesas estão relacionadas aos gastos que não impactam diretamente no produto como por exemplo tributos, taxas e etc.

Assim, a margem bruta de vendas é a porcentagem de lucro que você ganha em cada venda efetuada.

Como o nome já diz, essa margem não é líquida, então, ela não desconta 100% das suas despesas como impostos e outras obrigações.

O que é descontado da margem bruta de vendas são apenas os custos necessários para produção e execução dos serviços ou produtos.

Por exemplo, se você fabrica cadeiras de madeira e paga R$ 20 de matéria-prima, R$ 10 de mão de obra, R$ 10 de entrega, R$ 10 de custos fixos (energia, aluguel e etc) e R$ 20 de marketing, o seu custo total para vender uma cadeira é de R$ 70.

É importante que você entenda todos os seus custos e insira eles individualmente em cada produto. Somente assim você terá um raio-x da lucratividade do seu negócio.

Se você vende cada cadeira a R$ 140, a sua margem bruta de vendas é de 50%. Ainda neste artigo, vamos ensinar você a calcular a sua margem líquida em cada produto.

Em geral, quanto maior sua margem bruta, melhor. Mas é comum que empresas adotem margens menores em alguns produtos mais populares para encher a loja de clientes e então lucrar com a venda de outros produtos com margens maiores.

Por isso, você deve ter uma estratégia bem definida de negócio, com cada produto desempenhando o seu papel nas vendas e no lucro.

Leia também:  7 dicas para você controlar melhor as contas da sua empresa

Importância em se calcular a margem bruta

Imagine administrar uma empresa onde você não sabe ao certo quanto exatamente cada produto rende. Infelizmente, isso é muito comum.

Muitas empresas, principalmente pequenas e médias, dão atenção apenas a quanto dinheiro sobra no final do mês depois de pagar as contas.

Assim, você não sabe em quais produtos focar, qual eliminar do estoque, quais devem ser colocados na vitrine em destaque e etc.

Essa é uma forma completamente errada de administrar um negócio.

O seu papel como gestor é entender quanto de dinheiro cada produto retorna. Isso é fundamental até mesmo na disposição da loja.

Um bom exemplo disso são os supermercados que colocam o produto mais popular e com menor margem bruta de vendas no fundo da loja: os pães.

No entanto, eles colocam outros produtos com margem maior ao lado deles como cucas, carnes e outros produtos.

Se você não souber a sua margem exata, a sua estratégia de vendas pode estar comprometida.

Então, a partir de agora, calcule exatamente quanto você pode lucrar com suas mercadorias e desenvolva a sua estratégia de vendas baseado nisso!

Vantagens competitivas para sua empresa

A sua margem bruta de vendas pode se tornar a sua principal vantagem competitiva assim como pode se tornar um sério problema.

Muitas empresas têm grandes dificuldades em manter uma margem bruta minimamente viável. Elas gastam muito dinheiro para vender o mesmo produto que a concorrência.

Por isso, você deve ficar atento e cortar o máximo de custos que puder.

Muitas empresas adotam medidas estratégias como por exemplo mudar suas fábricas de localização para contar com benefícios fiscais. Essa é uma ótima forma de reduzir as despesas do negócio.

Também é comum que as grandes empresas mudem o desenvolvimento de produtos para cidades com mão de obra mais barata.

Todas essas economias ajudam a desenvolver um produto com um preço de mercado competitivo, mas ainda assim lucrativo.

Então, sempre que possível, renegocie o preço com seus fornecedores, busque novas opções de produção e reduza custos com equipe e equipamentos. Claro, faça isso sem comprometer a qualidade e agilidade da sua empresa.

A qualidade das soluções que você oferece deve sempre vir em primeiro lugar.

Então, se você deseja ter um fluxo de caixa extremamente positivo, a sua margem bruta de vendas precisa ser consistente.

Afinal, muitas despesas nem são incluídos nesse cálculo, como impostos, custos administrativos e etc.

A margem bruta de vendas consiste apenas nos custos diretamente envolvidos na produção e comercialização de um produto ou serviço.

No que consiste a margem bruta de lucro

Como dito, essa é a taxa de rentabilidade de um produto. Para saber exatamente quanto custa produzir e comercializar um produto, você deve levantar algumas informações.

Custos Diretos Variáveis

Os custos diretos variáveis estão relacionados às necessidades que variam como por exemplo campanhas de marketing, funcionários temporários, variações no preço de insumos.

Todos esses gastos de curto prazo devem ser analisados ao calcular sua margem bruta de vendas.

Existe uma forma simples de calcular esse custo.

Imagine que a sua fábrica de sabão com todos os custos resultou em R$ 100.000 de contas e conseguiu produzir 200.000 barras de sabão. Isso significa que neste mês, cada barra custou R$ 0,50. Esse é o custo direto variável de cada barra de sabão.

Automatize a gestão financeira da sua empresa

Automatize as atividades dos departamentos da sua empresa de forma integrada e eficiente

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

Receita

Para calcular a sua margem bruta de vendas, é preciso ter um bom controle de caixa para que você possa saber quanta receita está entrando por produto.

Leia também:  O que é uma empresa sustentável? A sua empresa é sustentável?

Se a sua empresa ainda não possui um sistema de caixa moderno, com controle de estoque e produtos, invista para atualizar sua operação. Esse tipo de controle é muito importante para garantir uma gestão realmente eficiente.

E se a sua empresa é grande, é importante que você também calcula a margem de lucro por setor. Afinal, cada setor do negócio deve conseguir pagar as próprias contas.

Como calcular margem bruta das vendas

Como calcular margem líquida
O cálculo é muito simples. Veja a seguir!

Para você saber exatamente qual é a sua margem bruta de vendas, você só precisa dividir o lucro bruto pela receita total, depois é só multiplicar por 100 e terá a taxa correta. A fórmula é assim:

Margem bruta = (Lucro bruto/receita total) x 100

Para que a sua conta seja precisa, não esqueça de inserir todas as suas vendas na receita total e de incluir todas as despesas diretas ao calcular o lucro bruto.

É comum deixar algum detalhe de fora, que no final, pode resultar em uma margem bruta irreal.

Então, faça essa conta com cuidado, analisando cada detalhe da sua operação. É importante que você consiga ter números reais e atualizados para tomar decisões estratégias na sua empresa.

A partir dessa conta, você pode decidir demitir funcionários, trocar o processo de produção, terceirizar parte da operação e etc.

Diferença entre Margem Bruta e Margem Líquida

De forma geral, a margem bruta de vendas mostra quanto a empresa está obtendo de retorno com os seus negócios.

Quanto maior for essa margem, mais rentável é a empresa. É possível que um negócio envolva muito dinheiro, mas que grande parte sejam custos.

Por isso, você deve ficar atento e calcular quanto o seu negócio realmente está gerando de lucro.

Assim, para incrementar a sua margem bruta, só existem duas alternativas: cortar despesas ou aumentar o preço do produto.

Sempre é um bom momento para cortar despesas, principalmente em um cenário de crise como o que o Brasil está passando.

Mas a margem bruta de vendas não é o único fator a ser considerado. A margem líquida é tão importante quanto esse indicador.

A margem líquida é o lucro líquido de uma venda. Ou seja, é quanto sobra subtraindo absolutamente todos os custos envolvidos na produção e comercialização, incluindo os indiretos

Por exemplo, se o seu produto custou R$ 100, e você teve R$ 60 de despesas com funcionários, matéria-prima, fornecedores, impostos e taxas, o seu lucro foi de 40%.

A grande diferença entre as duas taxas é que a margem líquida de vendas engloba todos os custos da empresa enquanto que a margem bruta contabiliza apenas os custos diretamente associados à produção e comercialização de um produto.

Como calcular margem líquida

Como calcular margem líquida
É muito simples calcular a margem líquida de vendas.

Você só precisa somar toda a receita de um período, subtrair por todas as despesas e então dividir pela receita total. Depois é só multiplicar por 100. Veja a fórmula abaixo:

Margem Líquida = (Receita total – Despesas) / Receita total * 100

É muito importante que você calcule a sua margem líquida e monitore essa taxa constantemente.

Afinal, esse é o dinheiro que realmente resulta dos seus negócios. Por isso, nunca esqueça de incluir todos os custos nesta margem como o pagamento de softwares, tributos municipais, estaduais e federais, custos com funcionários e etc.

É um desafio manter um negócio lucrativo e saudável com tantos custos, mas você deve gerenciar essas despesas e sempre que possível ajustar o preço do seu produto para aumentar o seu lucro.

A sua empresa, para ser saudável, precisa ter um fluxo de caixa muito positivo. Para que caso aconteça alguma crise no seu setor ou na economia, você tenha dinheiro guardado o suficiente para manter a operação ativa até que as vendas voltem a crescer.

Existem outras taxas que você deve calcular e monitorar. Veja a seguir!

Margem de Contribuição

A margem de contribuição também é conhecida como ganho bruto. Essa taxa significa quanto lucro cada venda contribui para que você cubra as suas despesas (ou custo de estrutura) e tenha lucro.

Leia também:  Como empreender em tempos de Crise

É com esse número que você poderá calcular quantas vendas precisa realizar em um período para não amargar um prejuízo.

Essa taxa é fundamental principalmente se você executa estratégias de vendas avançadas com um time comercial. É com a margem de contribuição que você pode definir metas de vendas reais e estimular o seu time a vender cada vez mais.

Então, para chegar a essa taxa, basta utilizar a fórmula da margem de contribuição. A conta é simples. Ela consiste no valor das vendas, menos o valor dos custos e despesas variáveis de acordo com a fórmula a seguir:

Margem de Contribuição = Valor das Vendas – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis)

Por exemplo, uma fábrica de bolas tem um custo de produção de R$ 20 por bola e mais R$ 10 de despesas variáveis. A fábrica planeja vender 1.000 bolas por R$ 100. Assim, a margem de contribuição é de R$ 70.000.

Margem operacional

A Margem Operacional (MO) é outra taxa muito importante. Ela serve para calcular quanto de lucro operacional o negócio gera para cada R$ 1 em vendas líquidas.

Sua fórmula é a seguinte: MO = Lucro Operacional / Receita líquida

Imagine que uma grande empresa tem um lucro operacional de R$ 100 milhões e a sua receita líquida é de R$ 400 milhões, então a sua margem operacional é de 25%.

Sistema de Gestão Integrada

Automatize as atividades dos departamentos da sua empresa de forma integrada e eficiente

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

Conclusão

margem bruta conclusao
Pronto para monitorar o seu lucro de maneira correta?

O cálculo da margem bruta das vendas, assim como de todas as outras taxas mostradas nesse artigo servem ao mesmo propósito: determinar a eficiência de uma empresa.

Afinal, é perfeitamente possível que um negócio tenha muitas vendas, mas não gere lucro de fato.

Isso pode ser até uma estratégia de marketing. Algumas marcas, ao iniciar em um mercado, muitas vezes começam vendendo seus produtos por um preço que cobre apenas os custos e despesas.

Esse tipo de estratégia visa ganhar mercado pelo preço para então começar a subir o preço de forma gradativa.

A questão é que nenhum negócio sobrevive a longo prazo se não tiver uma boa margem bruta de vendas.

Se quiser continuar aprendendo sobre gestão de negócios, leia esses outros artigos do nosso blog:

Para isso, você deve trabalhar para diminuir seus custos ligados à produção e comercialização. Faça a seguinte questão, como eu posso obter o mesmo produto ou serviço gastando menos?

Existem muitas formas de tornar mais barato o desenvolvimento de um produto. Você pode terceirizar parte da produção renegociar com fornecedores

Na outra ponta, você precisa estar antenado ao mercado para colocar um preço justo no seu produto. Lembre-se que o preço é uma parte fundamental da sua estratégia.

Se você tem uma marca de valor e/ou um produto de qualidade superior, você pode cobrar a mais que a média de mercado.

O importante é ter uma estratégia bem definida e fazer um monitoramento correto através do cálculo da margem bruta e líquida. Assim, você garantirá um negócio eficiente e lucrativo, que gera patrimônio ao longo do tempo.

Para ter total controle do seu negócio, implante um sistema de gestão integrada, como o ERP BomControle. Conheça o módulo financeiro através do teste grátis!

Envie ou compartilhe este artigo