Como alcançar um crescimento empresarial sustentável?

Tempo de leitura: 7 minutos

O crescimento empresarial sustentável acontece quando há o equilíbrio entre alocação de recursos em processos internos e investimento externo, tanto em mercados quanto na aquisição de novos ativos, e na geração de lucro como consequência de ambos. É uma situação ideal almejada por toda empresa e só ocorre com um planejamento estratégico que acarreta crescimento em sua totalidade, sem comprometer o desempenho da organização.

Para que uma empresa passe por um crescimento empresarial sustentável é importante que ele seja inclusivo, ordenado, e feito, principalmente, de “dentro para fora”. Abordaremos agora um pouco mais sobre como uma empresa pode promover o desenvolvimento sustentável, sem comprometer a sua liquidez ao longo prazo. Confira!

Crescimento Sustentável x Sustentabilidade AmbientalClick here to see our sample offer!

Muitas pessoas associam os dois conceitos e, apesar de serem diferentes, eles não deixam de ser complementares.  A sustentabilidade ambiental está relacionada ao desenvolvimento econômico que não agride o meio ambiente, por meio de recursos que são utilizados de forma inteligente.

No âmbito empresarial, a sustentabilidade ambiental pode ser apresentada como uma solução, pois, com a adequação de processos que atendam a essa demanda, os custos são reduzidos. Por exemplo, numa empresa que investe em energia limpa, como a solar: ao alocar recursos financeiros na adequação de estrutura para a recepção e processamento de energia solar, uma empresa precisa fazer um investimento muitas vezes alto para o momento.

Em curto prazo, este investimento se dilui e aumenta o passivo da empresa. Porém, em longo prazo é benéfica, tanto para o meio ambiente, que tem recursos poupados, quanto para a empresa, que economiza em custo fixo e elimina a dependência de contratos com concessionárias energéticas.

Outras formas de promover o desenvolvimento sustentável aliado ao meio ambiente para diminuição de custos empresariais são:

  • reciclagem de resíduos oriundos do processo produtivo;
  • diminuição do desperdício de matéria-prima;
  • desenvolvimento de produtos com baixo consumo de energia;
  • consumo controlado de água.

Como proporcionar um crescimento sustentável

O aporte ao crescimento orgânico deve ser dado por ações internas que priorizem a qualificação do setor administrativo, do processo produtivo ou de prestação de serviço.

Por esse motivo, esse processo deve ser repensado somente após uma análise organizacional eficiente, de “dentro para fora”.

Defina sua situação

Faça uma avaliação da situação empresarial por meio de uma análise SWOT ou matriz FOFA, onde são especificadas as forças, oportunidades, fraquezas e ameaças do seu negócio. Além disso, defina objetivos ou prioridades que sejam específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo estabelecido para serem realizadas (método SMART).

Alinhe às estratégias, e com base nelas, promova uma terceira com as ações que devem ser tomadas para maximizar seus resultados.

Fidelize seus clientes

Clientes satisfeitos promovem a marca, compram novamente e compõem, assim, um ciclo em que seu produto ou serviço estará constantemente em evidência no mercado, sem que sua empresa precise investir muito para isso.

Proporcione a melhor experiência ao seu cliente no atendimento e acompanhamento do pós-venda para que ele seja fidelizado no final do processo.

Invista em inovação

Identifique oportunidades de aprimoramento que proporcione agilidade nos processos, diminuição de custos, aumento de qualidade, inteligência corporativa, melhoria na cultura organizacional ou outras ações que aumentem a eficiência organizacional e  seus ganhos financeiros.

Organize a informação

Mantenha sua base de dados sempre atualizada para ter relatórios de análise acessíveis. Desorganização também atrapalha um planejamento eficiente. Utilize um sistema de gestão empresarial para facilitar essa ação.

Defina de métricas de desempenho

Nenhuma das ações anteriores estará completa se não for medida ao longo do processo. Defina também metas de trabalho para todos os envolvidos. Mensurando todos os setores da organização é possível apontar falhas com mais clareza e suas respectivas ações de melhoria.

Quais os desafios para o crescimento empresarial sustentável

Crescer de forma desordenada e sem um projeto pode não ser saudável para a empresa. É importante conhecer os riscos inerentes aos diferentes níveis de inovação para promover o aprimoramento de processos com o desenvolvimento de melhorias que atinjam todos os seus stakeholders.

O desafio para promover esse crescimento começa com a mudança da cultura organizacional, passando pela vontade individual dos gestores, pelo imediatismo de suas ações e como a empresa se comporta no mercado. Vamos explicar individualmente cada uma delas:

Barreiras organizacionais

O crescimento orgânico começa pelo melhoramento do desempenho interno da empresa, e não de aquisições e investimentos externos.

Barreiras organizacionais, como a falta de recursos para investir em inovação, qualificação profissional inferior, e desorganização, não devem ser intransponíveis pelo processo de evolução empresarial. Contudo, as barreiras mais difíceis são aquelas encontradas no setor administrativo da empresa.

Dicotomia lucro x investimento

Muitos diretores financeiros evitam efetuar gastos com projetos de crescimento se o investimento ultrapassa metas que comprometam os lucros da empresa.

A maior parte dos projetos financiados pelas organizações é necessária à melhoria contínua, mas não alteram o equilíbrio competitivo e, por isso, não aumentam a lucratividade. Dessa forma, o valor de investimento em pesquisa e desenvolvimento é diretamente proporcional ao resultado financeiro que será obtido.

Imediatismo

As empresas não devem se atrelar ao pensamento de curto prazo. Demandas urgentes precisam ser trabalhadas, como a solicitação de clientes e fornecedores. Entretanto, não podem ser prioridade em relação ao crescimento sustentável.

O orçamento de pesquisa e desenvolvimento que amplie a possibilidade de trabalho de produtos ou aponte novas formas de processo, não pode ser sacrificado para atender aos objetivos de lucro de curto prazo, que deixa as empresas sobrecarregadas com o número de projetos maior que o seu valor de investimento.

Mercado

São necessárias ações que mantenham o equilíbrio entre momento mercadológico ideal e vontade de promover o crescimento empresarial sustentável.

Risco no desconhecido

Empresas que atuam em mercados saturados pela crescente oferta de produtos, ancoradas pelo aumento dos níveis de qualificação da concorrência e pela pressão de preços altamente competitivos, tem suas leis ditadas por consumidores que exigem uma melhor experiência de consumo e, muitas vezes, impõem uma cultura de rivalidade entre empresas de estratégias semelhantes.

A solução adotada por muitas empresas nesse cenário consiste em explorar novos mercados ou na adequação da empresa a novos modelos de negócio.

Os retornos obtidos com essa estratégia, porém, tendem a não compensar o risco elevado que se assume na inserção da empresa em nichos desconhecidos e, principalmente, na longa espera pelos resultados dessas ações.

Enxergar somente a si

Ao contrário do que foi exposto no item anterior, há ainda uma gestão cujos problemas internos são tão observados e discutidos, que não se consegue captar sinais de oportunidades emitidos pelo mercado, aproveitados então pela concorrência.

São muitos os desafios para alcançar um crescimento empresarial sustentável. É importante atentar ao momento, que toda a organização esteja comprometida e que os objetivos sejam comuns a todos os envolvidos. Com processos aprimorados, os resultados são traduzidos em ganhos financeiros e novos investimentos, num ciclo de crescimento contínuo e orgânico.

Quer receber em seu e-mail mais informações para promover o crescimento sustentável da sua empresa? Assine nossa newsletter agora mesmo!Click here to see our sample offer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.