Tudo sobre Análise SWOT: O que é e como fazer em sua empresa

analise swot - o que e como fazer

Antes de tomar qualquer decisão importante no crescimento da sua empresa, é ideal consultar a análise SWOT.

Toda escolha, especialmente relacionada ao seu empreendimento, deve ser feita com base em informações precisas e realistas.

Com a análise SWOT, você pode visualizar os pontos positivos e negativos de um cenário específico, o que promove uma tomada de decisão muito mais inteligente.

Lembre-se que todos os passos tomados na sua empresa, impactam o caminho que ela percorre ao crescimento.

Neste post, você vai entender o que é a análise SWOT e como ela pode te ajudar a criar projetos com mais segurança de que os resultados esperados virão.

O que é a análise SWOT ou F.O.F.A

o que e analise swot
Análise SWOT é essencial para o planejamento de qualquer empresa.

A sigla SWOT corresponde à versão do conceito em inglês, traduzindo para o português a abreviação seria FOFA:

  • Forças ou strengths;
  • Oportunidades ou oportunities;
  • Fraquezas ou weaknesses;
  • Ameaças ou threats.

O conceito foi criado nos anos 60, pelo consultor empresarial norte-americano Albert Humphfrey durante uma pesquisa desenvolvida na Universidade de Stanford.

Posteriormente, a técnica foi aprimorada por professores da renomada Universidade de Harvard.

Na gestão empresarial, a análise SWOT funciona como ferramenta básica do planejamento estratégico. É a grande responsável por diagnosticar as vantagens e desvantagens de iniciar um novo projeto, de acordo com as características da empresa e do mercado.

Sistema de Gestão Integrada

Automatize as atividades dos departamentos da sua empresa de forma integrada e eficiente

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

A avaliação é separada entre o estudo do produto ou projeto lançado pela empresa e pelo comportamento do mercado no ramo em que este planejamento será inserido.

Além de reunir informações relevantes, a análise SWOT também é conhecida por trazer mais dinamismo à elaboração da estratégia, já que as informações são inseridas em um quadro intuitivo conhecido como Matriz SWOT.

Na Matriz, fica ainda mais fácil visualizar os pontos negativos e positivos estudados durante a pesquisa, tornando-se um quadro essencial para determinar a viabilidade de uma medida inovadora.

O que é a análise estratégica de uma empresa?

A análise estratégica visa aplicar um conjunto de ferramentas para obter uma visão mais ampla de como sua empresa está funcionando, o que precisa ser corrigido e quais são seus pontos fortes.

A análise SWOT é apenas um dos recursos que podem ser utilizados, mas é um muito eficiente.

Por que fazer análise SWOT da empresa: principais objetivos

Com os resultados da análise SWOT, o próximo passo do planejamento estratégico se apresenta automaticamente.

Ao obter mais informações sobre todos os aspectos que podem afetar o seu projeto, torna-se mais simples a decisão de seguir em frente com o projeto ou desenvolver ajustes.

Caso um planejamento não possua bons resultados no SWOT, não significa que ele deve ser completamente descartado. Na própria análise, é possível identificar os aspectos que podem ser transformados para colocar o plano em ação.

Além disso, com a análise SWOT, você ganha a oportunidade de realizar uma pesquisa aprofundada sobre a concorrência, principalmente sobre os pontos que você possui como vantagem ou desvantagem.

Por fim, a análise SWOT é uma ferramenta que pode ser aplicada em empresas de todos portes e segmentos. O método é simples e pode ser utilizado no planejamento de diversos setores diferentes da companhia.

Análise do Mercado

Um dos objetivos mais comuns ao realizar uma análise SWOT é o entendimento mais profundo do mercado atual.

Como possibilita avaliar questões internas e externas, essa ferramenta ajuda a contextualizar sua empresa em relação aos competidores e exigências do consumidor.

Planejamento estratégico

Como empreendedor, certamente você conhece a importância de planejar os próximos passos da sua empresa com cuidado.

Isso se torna muito mais fácil quando você conta com todas as informações que precisa. Em especial quando elas estão organizadas em um panorama de fácil interpretação, como a análise SWOT.

Suporte à tomada de decisão

Muitas vezes, apenas fazer escolhas não é o suficiente: você precisa contextualizá-las, e justificar a validade das suas estratégias para outros setores.

Nesses casos, nada como uma apresentação gráfica e intuitiva das motivações para a tomada de decisão. A análise SWOT também pode ser usada com esse objetivo.

O que contém uma análise SWOT

O que contém uma análise swot
O Processo de análise pode ser simples.

A elaboração da análise SWOT fica sob os cuidados dos gestores, mas a verdade é que quanto mais pessoas forem envolvidas no processo, mais detalhes e ideias serão inseridas na matriz.

Como mencionamos anteriormente, a composição da análise é simples e conta com 4 conceitos principais: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Primeiramente, é preciso compreender qual é o tipo de informação que se encaixa em cada um desses campos para iniciar sua análise. Confira as dicas abaixo!

Forças

As forças dizem respeito aos pontos positivos do seu projeto, sobre os grandes diferenciais que trazem destaque ao seu produto quando comparado com a concorrência.

Leia também:  Gestão de relacionamento com o cliente (CRM) aumenta a rentabilidade da empresa?

Por exemplo, se você possui uma grande e renomada empresa e está buscando lançar um novo produto, o reconhecimento da sua marca já é um ponto forte.

Assim como o uso de produtos qualificados e conhecidos pelo público como benéficos na confecção da sua mercadoria também se classifica como força.

Além disso, é interessante considerar os pontos positivos que você pode apontar nos processos internos da sua empresa, como processos automatizados, equipe unida e qualificada, apoio de investidores, etc.

Leia também:  Mapeamento de Processos – Entenda o que é e como aplicá-lo na sua empresa

Caso você não tenha ideia por onde começar a analisar os pontos fortes da sua análise SWOT, existem algumas perguntas que podem te auxiliar a dar o pontapé na sua pesquisa:

  • Qual é o nosso grande diferencial?
  • O que fazemos de melhor aqui dentro da empresa?
  • Qual é a nossa melhor qualidade reconhecida pelo público?

Fraquezas

Ao contrário das forças, as fraquezas apontam as desvantagens da sua empresa e do seu produto, principalmente em comparação aos seus concorrentes.

É possível nomear como fraquezas, os pontos que atrapalham o desenvolvimento do seu empreendimento. Não são aspectos que causam grandes prejuízos e danos a sua marca, mas você sabe que poderia se sair melhor se eles não estivessem em seu caminho.

Problemas como atraso no entrega de mercadorias, uso de matérias-prima perecíveis em uma localização distante aos clientes e até mesmo máquinas e sistemas desatualizados podem ser classificados como pontos fracos.

A sua reputação pública também é um fator determinante na hora de analisar as forças e fraquezas. Caso você ainda seja uma marca nova ou tenha passado por um problema público ultimamente, é possível que isso se torne uma fraqueza.

Geralmente, é mais fácil apontar defeitos do que qualidades. Mesmo assim, confira algumas perguntas que podem te ajudar a iniciar a sua pesquisa:

  • Em que pontos a concorrência se sai melhor do que nós?
  • Nossos processos internos estão alinhados e funcionando bem?
  • Nossa equipe possui o que precisa para crescer?
  • Quais defeitos o público reconhece em nossa marca?

Oportunidades

Diferente das duas análises anteriores, as oportunidades e ameaças são baseadas no comportamento do mercado, e não nas características da empresa.

As oportunidades são definidas por meio de acontecimentos que podem ocorrer e abrir vantagem para o desempenho do seu projeto.

Por exemplo, sua empresa é especializada em vender suco de morango e, de repente, médicos fazem uma descoberta que o suco de morango é o segredo para emagrecer rápido. As vendas podem crescer consideravelmente com este acontecimento, marcado como oportunidade.

Desta forma, as oportunidades não podem ser previstas ou influenciadas, mas é possível cogitar algumas delas e fazer o que for preciso para estar preparado quando elas surgirem.

Comece o planejamento com algumas perguntas que podem inspirar sua equipe a elaborar a análise:

  • Existe algum evento nos próximos meses que possa beneficiar nossas vendas?
  • Alguma mudança de impostos ou taxas prevista pode nos ajudar?
  • Há alguma notícia circulando nas redes sociais que possa ter conexão com nosso produto?

Ameaças

As ameaças representam o conceito contrário às oportunidades, ou seja, situações externas que podem acabar prejudicando o desenvolvimento do seu projeto.

Por exemplo, imagine que você abre um bar na beira da praia para atender os locais e turistas durante a alta temporada. Entretanto, uma grande tempestade é anunciada e a praia se torna deserta.

Além disso, mudanças nas leis, taxas e câmbios também pode apresentar ameaças para desempenho das vendas do seu produto.

Assim como as oportunidades, as ameaças não podem ser controladas, mas é preciso prever o máximo de situações e planejar as devidas medidas preventivas.

Para começar a identificar as ameaças que podem representar obstáculos nos resultados do seu projeto, confira algumas perguntas que podem te ajudar!

  • Como a variação de câmbio afeta o abastecimento de estoque e produção?
  • Alguma mudança de taxa prevista pode interferir no projeto?
  • Há algum concorrente entrando no mesmo ramo de atuação que você?

Etapas da análise SWOT

Depois de conhecer os itens que fazem parte da análise SWOT, chegou o momento de descobrir como eles se unem e formam o relatório que você precisa para tomar decisões inteligentes no seu empreendimento.

O grande segredo do sucesso da análise SWOT está na construção da pesquisa, já que a utilização da ferramenta é extremamente simples e dinâmica.

Quanto mais informações forem inseridas na matriz final, maior será o conhecimento da equipe sobre o negócio e todas as suas características diante do público e do mercado.

Leia também:  Como tornar a emissão de notas em prefeituras mais eficiente?

1: Defina o seu diferencial em relação aos concorrentes

O primeiro passo é descobrir quais são as principais vantagens da sua empresa sobre os concorrentes. Desta forma, você já sabe quais pontos precisam ser explorados para gerar mais sucesso.

Além disso, é importante pontuar os pontos fracos que precisam ser fortalecidos para que eles não atrapalhem as suas vantagens competitivas.

2: Analise o comportamento do mercado

Depois de conhecer os aspectos internos do seu empreendimento, é o momento de entender como funciona o mercado em que você está inserido.

Estude os fatores que podem influenciar suas vendas e elabore estratégias que podem te ajudar a aproveitar as oportunidades ou se proteger das ameaças.

Além disso, é essencial conhecer os seus concorrentes e as vantagens que eles possuem sobre você, junto às fraquezas que você pode explorar para sair na frente na competição.

Automatize a gestão do seu negócio

Automatize as atividades dos departamentos da sua empresa de forma integrada e eficiente

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

3: Observe o macro e microambiente

A análise do ambiente externo pode se dividir em duas categorias: micro e macroambiente.

Primeiramente, o macroambiente abrange a transformações no cenário econômico, legislativo e tributário que podem influenciar o desenvolvimento do seu projeto.

Por outro lado, o microambiente diz respeito às mudanças no seu ramo de atuação, como a chegada de novos concorrentes ou inovações na forma de produção.

4: Estude as possibilidades

Depois de toda a pesquisa, é preciso utilizar a análise SWOT de forma inteligente. É importante combinar categorias e cruzar informações para analisar diferentes cenários e possibilidades.

Confira 4 estudos que você pode fazer por meio da sua matriz SWOT para conhecer melhor as chances de sucesso que o seu projeto tem!

Forças e oportunidades

Ao cruzar os dados referentes às forças e oportunidades, você pode descobrir quais são as suas vantagens que podem beneficiar o aproveitamento de novas oportunidades.

Por exemplo, se você possui uma equipe dinâmica e criativa, sabe que estará pronto para tirar o melhor de qualquer oportunidade que surgir.

É uma análise importante para desenvolver medidas preventivas que te ajudarão a crescer com segurança.

Fraquezas e oportunidades

Por outro lado, a comparação entre as fraquezas e oportunidades permite que você conheça quais são os pontos fracos que podem te impedir de tirar o melhor das chances oferecidas pelo mercado ou cenário geral.

Assim como o estudo das forças ajuda a tomar medidas preventivas, a análise das fraquezas possui a mesma função, mas no sentido de transformar os pontos fracos em fortes para desenvolver as oportunidades.

Forças e ameaças

É interessante comparar as forças e ameaças, já que é possível que uma das forças possa auxiliar a combater alguma das ameaças.

Por exemplo, você possui uma empresa que é reconhecida pelo público como uma das melhores do ramo, mas surge uma nova marca com um produto similar ao seu, oferecendo inovações.

Leia também:  Método SMART como estratégia de Vendas

Você pode utilizar o seu ponto forte, que é a reputação pública, e trabalhar a questão para eliminar a ameaça do novo concorrente.

Fraquezas e ameaças

Por outro lado, também é essencial avaliar as fraquezas que podem potencializar as ameaças.

São pontos que vão exigir mais atenção e cuidado do empresário e da equipe para evitar grandes prejuízos com a chegada das ameaças.

Pequenas empresas: como fazer análise SWOT

pequenas empresas - como fazer analise swot
A Análise SWOT é considerada uma ferramenta clássica, essencial para qualquer negócio.

Como mencionamos anteriormente, a análise SWOT é uma ferramenta acessível e necessária para empresas de todos os portes.

No caso dos pequenos empreendimentos, é interessante reduzir o campo de pesquisa e analisar o mercado local, assim como concorrentes que possuem o mesmo tipo de companhia que a sua.

Para o empresário que quer crescer, o uso da análise SWOT é fundamental e o tamanho da empresa não interfere nos benefícios oferecidos pelo estudo.

Como analisar os fatores internos

Entenda como analisar o cenário de sua empresa.

A análise do ambiente interno se refere a tudo que ocorre na empresa ou está relacionado à ela. A definição das forças e fraquezas, por exemplo, fazem parte do estudo dos fatores internos.

Além disso, os fatores internos são aqueles que podem ser controlados e influenciados pela empresa. Por exemplo, se a sua equipe não está qualificada e isso é um ponto de fraqueza, basta investir em treinamento para os funcionários.

Leia também:  Gestão de relacionamento com o cliente (CRM) aumenta a rentabilidade da empresa?

A identificação das forças e fraquezas internas permite que a empresa se conheça melhor e esteja em constante evolução, já que está ciente dos pontos negativos que precisa fortalecer e dos pontos positivos que deve valorizar.

Como analisar os fatores externos

Por outro lado, os fatores externos são pontos de mudança no ramo de atuação da empresa, taxas, câmbios e tudo que possa estar conectado com o segmento da companhia.

Leia também:  3 inovações em Gestão de Pessoas que podem ser aplicadas em sua empresa

Entretanto, diferente dos itens internos, os fatores externos não podem ser controlados pelo empresário.

Tudo o que se pode fazer é prever algumas situações e tomar o máximo de medidas preventivas para não ser prejudicado por uma ameaça ou aproveitar os benefícios de uma oportunidade.

Como correlacionar elementos da matriz SWOT

Uma das etapas mais importantes para a interpretação adequada da análise SWOT é o correlacionamento dos elementos na matriz.

Isso ajuda a compreender a empresa em um nível mais profundo, indo além das suas principais características. Ou seja, você deve analisar como esses fatores interagem entre si.

Forças podem potencializar quais oportunidades?

As forças da sua empresa podem servir como alavanca para tornar determinadas oportunidades ainda mais vantajosas.

Por isso, é fundamental identificar quais são essas situações e tirar proveito delas!

Forças podem prevenir quais ameaças?

Da mesma forma que podem ser potencializadores de oportunidades, as forças da sua empresa também podem agir como protetoras.
Ou seja, elas podem amenizar os efeitos ou até anular completamente algumas ameaças.

Fraquezas podem desperdiçar quais oportunidades?

Toda empresa tem pontos onde precisa melhorar. E muitas vezes, essas fraquezas podem impedir que você tire proveito de algumas oportunidades.

É importante aprender a identificar e remediar essas situações. Quanto antes elas forem percebidas, mais fácil é implementar soluções para os problemas.

Fraquezas podem intensificar quais ameaças?

É preciso prestar muita atenção nessa interação em especial. Isso porque, em conjunto com as fraquezas que sua empresa já tem, algumas ameaças se tornam muito mais perigosas.

Assim, é fundamental identificar esses cenários cedo para encontrar caminhos melhores.

Exemplo de análise SWOT

Vamos criar uma empresa e um produto fictício para entender como uma análise SWOT rápida funciona na prática.

Vamos supor que você é o dono de uma padaria muito famosa em uma cidade e considera a possibilidade de vender mercadorias por meio de um aplicativo. Vamos listar as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades deste cenário:

Forças:

  • Reputação positiva com o público;
  • Proximidade entre o local de produção e o de entrega;
  • Uso de máquinas modernas para confecção.

Fraquezas:

  • Pouca experiência com comércio online;
  • Falta de um sistema de gestão integrada para atualizar o estoque.

Ameaças:

  • Concorrência com grandes restaurantes que já possuem experiência no uso do aplicativo.

Oportunidades:

  • Abranger um público que ainda não conhece o espaço físico da padaria;
  • Aumento do uso do smartphone e da internet trazem novos clientes.

Considerando as informações reunidas, é possível concluir que o treinamento sobre o uso de um sistema de gestão integrada e comércio online é o que o empreendimento precisa para lançar o projeto com segurança e gerar sucesso.

Como fazer uma análise de SWOT no Excel

Mesmo sendo uma ferramenta essencial para planejamento, a análise SWOT não exige a elaboração de uma planilha complexa.

Basta organizar as informações de forma que os pontos positivos sejam cruzados entre si, assim como os negativos. Isso ajuda o estudo das combinações entre categorias. Confira o exemplo abaixo:

Fatores positivos Fatores negativos
Ambiente interno Forças Fraquezas
Ambiente externo Oportunidades Ameaças

Se a sua empresa conta com um sistema de gestão integrada, a análise do SWOT fica ainda mais fácil do que você imagina!

Como o software oferece uma visão geral sobre os processos e atividades da empresa, é interessante utilizá-lo na hora de reunir dados para a matriz.

O BomControle oferece um sistema ERP completo para sua empresa, gerenciando os setores financeiro, CRM e estoque! Aposte no teste grátis de 15 dias para ver como a ferramenta funciona na prática e auxilia a sua análise SWOT.

Sistema de Gestão Empresarial

Automatize as atividades dos departamentos da sua empresa de forma integrada e eficiente

Conheça agora!

TESTE GRÁTIS

Conclusão

analise swot o que e como fazer em sua empresa
Agora que você já sabe o que é análise SWOT que tal aplicar no seu negócio?

Por fim, a análise SWOT se apresenta como um conceito simples, mas que faz toda a diferença em qualquer decisão que uma empresa possa tomar.

Quanto mais informações forem reunidas no SWOT, mais você aprende sobre seu próprio empreendimento e descobre o potencial que ele tem para lançar novas estratégias.

Conhecimento nunca é demais, especialmente no mundo empresarial, onde seus pontos fortes podem gerar oportunidades de ouro para o sucesso do seu empreendimento.

Agora que você já sabe como desenvolver os primeiros passos de um planejamento, leia o artigo “7 principais passos na elaboração de um planejamento estratégico” para levar sua empresa ao próximo nível!

Envie ou compartilhe este artigo